Política, cultura e generalidades

domingo, 15 de maio de 2016

Sobre as alterações da CGU

Resposta para Zero Hora:

"A CGU é responsável por fiscalizar o governo federal e defender o patrimônio público, promover transparência de gestão por atividades de controle interno, auditoria, ouvidoria e prevenção e combate à corrupção".

Se há uma coisa que une conservadores, fisiológicos e esquerdistas é a oposição a tudo isso que a CGU representava. Uns queriam zero transparência, pra poderem desviar à vontade, e outros para torrarem dinheiro público irresponsavelmente. Sem que Polícia Federal, MPU, TCU, Legislativo, Judiciário e a sociedade civil fora do Estado tivessem dados do Governo Federal para apontar e investigar eventuais falhas no uso do dinheiro público.

Até agora não houve manifestação sobre a CGU por essa geração dente-de-leite do liberalismo, que até formou seus próprios partidos mas é muito mal instruída pelos constantinos da vida e por leituras aleatórias da Wikipedia. São ignorantes quase totais daquilo que dizem defender. Se são ignorantes até sobre si mesmos, tem mais é que continuar bem longe de qualquer governo. Não tem nada mais antiliberal que enfraquecer um órgão público que nem é tão grande assim (e nem era pra ser grande, mesmo), mas que existe exatamente para promover a transparência das contas públicas. Se as coisas não mudarem, não serão só os ignorantes viúvos da Dilma que criticarão o Governo Temer taxando-o de "neoliberal". Os liberais de verdade também cairão de pau pra cima do governo. Ficarão na base de apoio só os neocons e os fisiológicos de toda espécie.

Nenhum comentário:

Postar um comentário