Política, cultura e generalidades

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Os irmãos "achoviski" não se enxergam, mesmo

Resposta para Omelete:

Os irmãos "achoviski" não se enxergam, mesmo. Espinafram a concorrência, pois o único personagem que detonaram nominalmente foi o Thor, da Marvel Studios, mas não falam que a Warner faz coisas semelhantes, com uma diferença aqui ou ali. Os próprios irmãos cometeram aquela coisa indigna que foi a adaptação do Speed Racer, que merecidamente foi rejeitada pela plateia. De reciclagem e deturpação de ideias originais a Warner é catedrática. Dá uma aula na Fox, na Sony, na Paramount (Star Trek virou praticamente um Star Wars) e na novata Marvel Studios. Vide os filmes Superman 4, Superman Returns, Batman Forever, Batman & Robin, o Batman de Nolan se parecendo mais com o Homem de Ferro, o Bane virando chefe de milícia (José Padilha deve ter ajudado o Nolan a escrever o TDKR), a estupidez de quem escreveu a luta Superman vs. Zod no Man of Steel... Falando em Nolan, a convivência com o homem na Warner deve estar fazendo os "achoviski" se acharem o próprio.

Aí a Warner obriga os "achoviski" a fazerem Matrix 2 e Matrix 3. O que fazem? Uma história rocambolesca que termina com Neo fazendo acordo com Deus Ex Machina, personagem recorrente que autores usam quando lhes acaba a criatividade e chegam a um impasse insolúvel na trama.

É melhor os "achoviski" fazerem filmes de franquias novas, mesmo. Boa sorte com O Destino de Júpiter. Quem sabe um dia cheguem ao nível de Christopher Nolan, que já era conceituado. E continua sendo, mesmo botando armadura no Batman e transformando o Bane em chefe de milícia tipo Tropa de Elite 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário