Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

O camundongo e a raposa

Qualquer nerd ou geek bem informado sabe que, há anos, antes de ser comprada pela Disney, a Marvel Comics se salvou da falência, vendendo os direitos cinematográficos dos X-Men e do Quarteto Fantástico para a Fox e os direitos do Homem-Aranha para a Sony. Depois é que a Marvel criou a Marvel Studios e foi comprada pela Disney. Mas aí a venda dos direitos cinematográficos de seus mais rentáveis personagens não podia mais ser revertida. Enquanto a relação da Marvel com a Sony é hoje mais amistosa, a relação que rola entre o camundongo da Disney e a raposa da Fox estava mais para casamento forçado. Pelo menos até o ano passado. A ponto de a Fox ter escondido a logomarca da Marvel na divulgação do filme X-Men: Dias de um Futuro Esquecido. Até mesmo nas embalagens do blu-ray e do DVD do filme.

Agora em 2015 a Fox aparece com o primeiro pôster oficial do reboot de Quarteto Fantástico e colocou lá, bem grande, a logomarca da subsidiária da Disney. Que acabou ficando até maior que a logomarca da Fox, por ser a logomarca da Marvel retangular enquanto que a da Fox é quadrada. Quem quiser, confira no Judão, que está publicando a versão brasileira do pôster.

Acrescentemos a tudo isso o recente pedido feito pela Fox à Marvel para que lhe ceda os X-Men para que ela (Fox) faça um seriado de TV dos mutunas, já que a Fox comprou os direitos cinematográficos, mas não para outras mídias. Vai que a Marvel aproveita essa brecha para cobrar alguma coisa em troca da Fox? Quem sabe um ou outro mutante para futuros filmes dos Vingadores? Wolverine? Fera?

Será que agora o camundongo e a raposa estão se entendendo? A conferir.

Só sei que não estou muito disposto a conferir esse reboot do Quarteto Fantástico. Tendo em mente a qualidade sofrível dos dois filmes anteriores que a Fox fez do Quarteto, esse reboot deve estar, ó... Uma bosta. Talvez eu veja em 2016. E na TV paga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário