Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Troféu Tolo do Ano 2014

"Já são dez anos que o Vasco está jogando o Campeonato Paulista, e não o Carioca, pois eles não ganham nunca. A felicidade é ver a torcida rival indo embora de cabeça baixa. Roubado é mais gostoso ainda".
Rodrigo, goleiro do Flamengo. Fonte: Lance!.

Jogadores de futebol bem sucedidos costumam servir de inspiração para outras pessoas, especialmente os jovens. Não podem falar barbaridades como essa. Só por essa frase, Rodrigo conseguiu superar todos os candidatos ao Troféu Tolo do Ano 2014, tanto do primeiro como do segundo semestre. E olha que este ano foi pródigo de candidatos, com eventos que foram de um épico 7 a 1 da Seleção da DFB pra cima da Seleção da CBF na já pródiga em lambanças Copa 2014 até o povo que foi pra rua em 2013 protestar e também quebrar tudo, mas em 2014 reelegeu os mesmos políticos picaretas de sempre nas esferas federal e estadual. Alguns destes políticos também sérios candidatos ao troféu, bem como vários candidatos derrotados.

Até o fechamento desta postagem, Rodrigo havia perdido a vaga de titular do time profissional de futebol do Flamengo. Quem sabe assim as besteiras que ele eventualmente fale influenciem menos gente, hoje em dia.

O Troféu Tolo do Ano voltará em 2015, assim como este blogue. Como não tenho muito tempo para escrever e não vivo disto aqui, as postagens continuarão sendo eventuais, sem intervalo definido, como foi em 2014. Aproveito para desejar um feliz 2015 para todos os leitores que nos acompanham e dão sua atenção. Até o ano que vem!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Niilistas e etéreos no apoio ao Partido Novo

Primeiro partido de fato e assumidamente liberal econômico surgido no país em décadas, o Partido Novo não enfrenta apenas quem discorda do liberalismo econômico e os ministros do TSE que barram o registro do partido. O Novo tem um discurso ainda etéreo demais. E ainda pode estar sendo atrapalhado por uma série de simpatizantes e possíveis futuros filiados. A ânsia de apoiar algo diferente desse quadro partidário que está aí está fazendo essa gente se precipitar, partindo para atitudes etéreas e até niilistas. Basta ver o que esses caras andam dizendo nos espaços de debate promovidos pelo partido.

Ou esses caras tomam jeito ou o Partido Novo, que pretende ser a terceira via da política nacional, acabará apenas polarizando com o PSTU. Que, assim como o Novo, não tem deputados federais.

domingo, 28 de dezembro de 2014

Lembranças da Cantinho Musical

Comentários para Lojas de discos fechadas: imagens valem mais que palavras publicados no Facebook:

A matéria é verídica, mas exagerou na seleção de fotos. Botaram foto aí de lojas que devem ter fechado há décadas. Só faltou a loja que marcou a minha infância: a Cantinho Musical, que ficava no Largo da Abolição, no Rio de Janeiro. Esquina da Avenida Dom Hélder Câmara com Rua da Abolição. A loja enfrentou problemas que os outros comerciantes da área também enfrentaram: alagamentos constantes. Cheguei a ver cassetes originais do disco V da Legião Urbana encharcados com as águas das enchentes. Hoje funciona no mesmo imóvel uma farmácia.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Pessoal baixando porrete pra cima do Chico Alencar e do PSOL

Mesmo discordando de sua linha política, resolvi acompanhar hoje a página oficial de Chico Alencar no Facebook. Hoje Chico questionou o novo ministério de Dilma Rousseff. Pra quê? Pra tudo quanto é seguidor da página baixar porrete no Chico e no PSOL, já que vários próceres do partido apoiaram a reeleição de Dilma Rousseff, pelo menos no 2º turno presidencial de 2014. Resolvi deixar um comentário em cima de comentários de outros internautas:

Conforme já foi dito aqui, o Governo Lula-Dilma está pior do que seria o Governo Aécio. E olha que pra ser pior que o Aécio é necessário um esforço fenomenal.

Também curti alguns comentários contrários ao Chico, ao PSOL e ao Governo Lula-Dilma.

No atual quadro partidário, os melhores candidatos são os derrotados, porque esses fazem merda FORA dos governos. Quem faz merda NOS GOVERNOS são os eleitos.

Mais comentários aqui.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Capitalismo dispensa democracia. Liberalismo, não

Uma das discordâncias que tenho com alguns liberalistas econômicos é com a insistência de classificarem alguns conservadores como liberais. Não levo a sério essa gente. Nem conhecem minimamente as ideias políticas e econômicas que defendem. Liberalismo necessita de liberdades individuais. Não existe quando o Estado se mete nas escolhas individuais de cada um. Tem uns imbecis liberais que classificam um sujeito como o general Augusto Pinochet como um liberal, só porque ele apoiou uma liberalidade econômica. Só que o homem era extremamente conservador na política. Combatia as liberdades individuais. Até o rock ele proibiu em todo o território chileno. E se ele promoveu diversas privatizações, nem por isso o Estado chileno deixou de ser um pesado estorvo na vida dos cidadãos. O próprio Estado era comandado por agentes armados dele próprio: os militares. O Estado se insubordinava contra quem lhe banca e a quem deveria servir: os cidadãos chilenos. Não há liberalismo político onde o Estado oprime o cidadão.

Ao contrário do liberalismo, o capitalismo dispensa democracia. Vide aí os maus exemplos dos regimes fechados onde há um capitalismo forte. Tanto o regime pinochetista como o do Partido Comunista da China, que é um regime de Capitalismo de Estado, onde só prosperam os negócios privados (seja com sócios locais ou estrangeiros) que estiverem autorizados e aliados ao governo da China e enquadrados na planificação governamental. Na China é liberalismo zero, portanto. Não há liberalismo econômico nem político. Só há o capitalismo de Estado e comunismo político. Parece ser esse o modelo que o governo cubano pretende atingir agora: capitalismo de Estado e comunismo político. O próprio presidente Raúl Castro já avisou que o sistema político comunista permanecerá.

Na história do liberalismo, tivemos pelo menos um caso de liberal que governou seu país a bordo de um partido conservador: Margaret Thatcher. Ela acreditava que os integrantes do Partido Conservador nos anos 1970 eram conservadores até em questões econômicas, e que eram tão demagogos quanto os trabalhistas. Isso até que ela conseguisse reunir uma maioria de liberalistas econômicos dentro do Partido Conservador suficiente para leva-la ao cargo de primeira-ministra do Reino Unido, sucedendo o trabalhista James Callaghan. Era praticamente impossível haver na gestão de Thatcher uma classe de agentes do Estado subjugando o país inteiro, como aconteceu nos regimes militares latino-americanos. Thatcher teve seu mandato e a maioria partidária no Parlamento ameaçados várias vezes durante sua gestão, e acabou sucedida por John Major, um colega de partido. Mas deixou seu partido mudado para um perfil conservador liberal que permanece até hoje.

domingo, 21 de dezembro de 2014

A falta de coragem das novas gerações do rock nacional

Comentários para Combate Rock publicados no Facebook:

O problema é que, nas novas gerações do rock nacional, há muita gente liberal ou conservadora. Não necessariamente ligados ao rock gospel ou ao rock católico. Mas ficam tudo quietinhos com o cu na mão, com medo que a militância/milícia os chamem de coxinhas, reaças, conservas, neoliberais, tucanalhas, viúvos da ditadura, etc.

Enquanto isso, os populistas dominam a música brasileira. Só ficam putinhos porque Seu Lula viu 2 Filhos de Francisco no Aerolula através de um DVD pirata.

sábado, 20 de dezembro de 2014

Natalie Portman diz que Star Wars quase arruinou sua carreira


Resposta para Cena Pop publicada no Facebook aqui e aqui:

Todo meu apoio a Natalie Portman.

As críticas da moça à produção do Episódio III de Star Wars foram tão pesadas que George Lucas reduziu o papel dela ao mínimo necessário para ser o papel da mulher de Darth Vader e mãe de Luke e Leia.

Agora, convenhamos. Soa meio contraditório criticar Star Wars e depois topar um papel menor nos filmes do Thor. Outra franquia de cinema-pipoca da Disney.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Os hipsters que lideram os protestos contra o Governo Lula-Dilma em São Paulo

Resposta para El País publicada no Facebook aqui e aqui:

O difícil será esses garotos tirarem de suas manifestações a presença da direita estatólatra saudosa do regime militar. Inclusive de figuras defastas como as do clã Bolsonaro, a quem não tenho a menor consideração, apesar das richas com os rosários picaretas, os frouxos e os BBBs da vida.

domingo, 7 de dezembro de 2014

Mais candidatos para o Troféu Tolo do Ano 2014

Todos eles indicados por Waldyr Lage, leitor deste blogue:

1. MERVAL PEREIRA e seu estrume bucal;
2. LOBÃO, o otário auto-denominado;
3. FELIPÃO de cangalha e capim;
4. REINALDO AZEVEDO e seu pedantismo e insegurança.

Vale esclarecer: ontem houve em São Paulo mais uma manifestação contra aquela inominável presidenta incompetenta. A respeito da ausência de Aécio Neves na manifestação, Lobão disse:

“Cadê o Aécio? Tô pagando de otário.”



Aécio Neves, o ex-presidenciável do tetra derrotado PSDB, também merece sua indicação para o troféu. O PSDB está rumo ao penta?

Por enquanto, o troféu não irá para o Felipão nem para essa gente da política. Até agora ninguém superou o atual líder da corrida pelo Troféu Tolo do Ano 2014. O ano está acabando. Logo vocês saberão quem é o vencedor do troféu.

sábado, 6 de dezembro de 2014

Que tal uma reação liberal?

Resposta para Correio do Brasil publicada no Facebook aqui e aqui:

Não podemos entrar no jogo desses conservadores que pregam uma solução golpista de agentes do Estado (militares, magistrados, parlamentares, etc) para atacar o Governo Lula-Dilma. Maus agentes do Estado não resolvem problemas do Estado. Contra o conservadorismo, urge uma reação liberal contra a bandalheira de políticos e de agentes estatais, da ultradireita à ultraesquerda.

Se os liberais fizerem caca, partamos pra cima deles, também.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Deixem Tolkien descansar em paz!

Resposta para Omelete:

Espero que, depois do filme dos cinco exércitos, Peter Jackson e esses caras da New Line e da MGM parem de mexer com a obra de Tolkien. Ainda mais depois do vexame daquele desolador filme do Smaug, que eu não gostei. Nem um amigo meu, professor de inglês e fanzaço da obra de Tolkien, desses que compram e leem todos os livros em inglês.

Função Futebol não melhora os times

Os fabricantes de televisores estão implantando em alguns modelos de aparelhos uma função chamada Função Futebol, que, segundo dizem, realçam alguns elementos das transmissões futebolísticas, como a cor do gramado.

De que adianta função futebol se a dupla Fla-Flu continua dando bobeira e o Vasco e o Botafogo viraram times ioiô (sobem, descem, sobem, descem)?