Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

MAVs tentam derrubar página sobre o Partido Novo na Wikipedia

E não foi a primeira! Esta é a segunda vez. Na primeira conseguiram, quando a página se chamava Partido Novo. Agora a página se chama NOVO (partido político).

Segundo um dos editores da Wikipedia, chamado Fabiano, houve burla do título Partido Novo pelo criador da página. Da primeira vez, a página foi provavelmente eliminada porque, além de o partido ainda ser desconhecido, os editores imaginaram que Partido Novo ou Novo são expressões genéricas, não podendo ser nome de partido. Só que agora Novo É nome de partido.

Segundo Fabiano, estes são os critérios para que uma página sobre partido político seja mantida na Wikipedia:

Todos os partidos políticos registrados oficialmente na política oficial de determinado país ou estado, e que tenham participado de alguma eleição.

Partidos que sejam objeto de debates, teses ou demais trabalhos no meio acadêmico; ou que foram por algum motivo objeto de inúmeras reportagens a nível nacional.


Ao meu ver, a página do Partido Novo cumpre ao menos o segundo critério. A página não cumpre o primeiro critério (o Novo não foi ainda registrado no TSE nem disputou eleição) nem foi ainda objeto de discussões acadêmicas, mas cumpre plenamente o critério das reportagens na imprensa nacional.

A página continua aberta, mas foi aberta uma votação pela eliminação ou manutenção, para editores antigos da Wikipedia que tenham feito 300 ou mais alterações de páginas da Wikipedia. A Wikipedia ainda está aberta para votos e comentários dos editores.

A página sobre o Partido Novo tem que ser mantida. Não cabe à Wikipedia atender às chantagens dos MAVs (Militantes em Ambientes Virtuais) que negam o direito à existência aos partidos opostos às suas tendências políticas. Se alguém quiser questionar as ideias e procedimentos do Novo, que faça isso em fóruns e outros espaços de debate, sem negar ao Novo o direito à existência e de ter sua trajetória registrada de maneira isenta e enciclopedicamente na Wikipedia.

Na própria Wikipedia estão colocando várias referências na grande imprensa e na Internet sobre o Partido Novo: Revista Veja, Revista Valor Econômico, Brasil 247, Mercado Popular, IG - Último Segundo, Folha de São Paulo, Instituto Mises, Eleitoral Brasil, Portal PUC-Rio, Colégio Web, Brasília Capital, Eleições Rondônia, +RO, Paraiba.com.br, Infomoney, Folha Política, Diário do Poder, Tribuna Hoje, Terra... E ainda tem as entrevistas do presidente do partido nas revistas Veja e Época. A da Época teve até chamada na capa da revista. No geral, há referências neutras, positivas e negativas. A matéria do Brasil 247 é um bom exemplo de matéria desfavorável. Mas todas juntas corroboram para atestar que o Partido Novo tem relevância jornalística. A página tem que ficar na Wikipedia. E terá mais um motivo para ser mantida, quando o partido for homologado pelo TSE. O registro está pronto e na fila da pauta do plenário do tribunal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário