Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

"Católica" vs. Paulo Batista



Poderia se esperar que as primeiras críticas capciosas contra o candidato a deputado estadual Paulo Batista (PRP-SP) partissem de políticos e militantes de partidos como PT, PSOL, PSTU, PCB ou PCO. Mas elas partiram não destes, mas de uma internauta que está espalhando estes banners no Facebook. Uma internauta que se assume como conservadora e "católica". Ponho católica entre aspas porque é difícil reconhecer como autenticamente católico uma pessoa desconhecida, neste país dos católicos de Ibope e de IBGE.

Basicamente, a internauta acusa Paulo Batista de ser libertário. E ainda o desqualifica por ser protestante.

Acredito ser saudável uma discussão política entre conservadores e liberais, sejam estes libertários ou não. Prefiro um debate desses que os 50 tons de vermelho da política brasileira. O próprio Paulo Batista pode ser criticado. Mas isso que a mocinha conservadora fez é o cúmulo da imbecilidade. Tem conservadores e liberais que só se unem na cadeia ou no exílio. No fundo, são como os esquerdistas brasileiros do pós-1º de abril de 1964 que só se uniam naquela época devido às circunstâncias adversas.

Felizmente, a mocinha que está espalhando estes banners no Facebook está levando porrada até num grupo de conservadores onde ela botou os banners, aqui, aqui e aqui. Pensou que todo mundo lá é otário e que iriam cair em sua conversa subconservadora e pseudocatólica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário