Política, cultura e generalidades

sábado, 26 de julho de 2014

Fórmula 1 está virando uma categoria de nicho e de TV paga

Resposta para Esporte Fino publicada no Facebook:

Lembro agora do meu amigo e xará Marcelo Pereira, que não gosta de futebol (se gosta, só gosta do futebol europeu e do futebol argentino) e continua acompanhando fielmente a F1. Ele até deve gostar de não haver nenhum piloto brasileiro disputando campeonatos e as vitórias nas provas. Mas gostava de F1 também nos tempos de Piquet e Senna. Pelo menos ninguém chamava os pilotos de “Brasil”, como fazem por aí com a $eleção da CBF, que meu amigo simplesmente detesta.

Eu costumava dizer que o brasileiro médio não gosta de futebol nem de esporte em geral. Gosta no máximo da $eleção da CBF e do seu time regional de futebol. Só os acompanha, e mais nada. Não vejo a $eleção nem em amistoso. Nem na Copa América, nem na Copa das Confederações nem nas eliminatórias sul-americanas da Copa da FIFA. Na última eliminatória nem jogaram, porque eram o “time da casa”. E com essa história de guerra na Rússia e na Ucrânia, arrumaram um excelente pretexto para o caso de não conseguirem se classificar para a Copa 2018 e um pretexto para o brasileiro médio não gostar nem acompanhar mais a $eleção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário