Política, cultura e generalidades

sábado, 14 de junho de 2014

Foi um erro fazer ponderações sobre o Rosa de Saron e mexer com a "nação rosariana"?

A julgar pelas respostas que tive para o texto Novo CD do Rosa de Saron com tiragem maior que novo CD dos Titãs (na versão escrita para o blogue Órfãos da Kiss FM 91,9), foi um erro, sim. Devia ter ficado quieto no meu canto e não fazer comparações dos Titãs com o Rosa de Saron. Não tenho o tempo sobrando que os rosarianos tem para dispender em uma defesa em bloco intransigente da banda que, ao meu ver, atualmente forma fãs, não cidadãos cristãos com uma vida renovada, que era o objetivo inicial da evangelização da banda. Na verdade, a vontade que tenho é deixar os rosarianos escrevendo sozinhos, já que o blogue continuará aberto para comentários, como sempre teve. Devido à controvérsia provocada pela banda (principalmente por Guilherme de Sá no Encontro com Fátima Bernardes) e pelos fãs, não pretendo dedicar novas postagens a assuntos que envolvam o Rosa de Saron no blogue Órfãos da Kiss FM 91,9. Aliás, bem fazem as emissoras restantes da rede, que acredito que não toquem Rosa de Saron na programação. Nem mesmo as músicas clássicas da banda, ainda com o vocalista Marcelo Machado. É melhor a única rádio classic rock do Brasil não se envolver nisso.

Os rosarianos elogiam o atual trabalho do Rosa de Saron e até pedem resenha pro CD novo da banda.

Não sei se o CD do Rosa de Saron merece uma resenha. Depois da saída do primeiro vocalista Marcelo Machado, os únicos bons CDs de estúdio que a banda lançou foram o Depois do Inverno e O Agora e o Eterno. Este novo Cartas ao Remetente e os demais da atual formação são praticamente CDs de dadaísmo gospel. CDs com muita pretensão, muito rebuscados e sem sentido preciso. Uma temeridade para uma banda de um segmento tão panfletário quanto o que a banda integra.

Boas letras o Rosa de Saron sempre teve. O problema é que a atual formação escreve letras que dariam certo em livros, não em música.

Um comentário:

  1. Eh amigo.... sou rosariano, mas nao sou idolatra, vi os outros comentários, vi suas opiniões, e ainda sendo rosariano, concordo com vc. Principalmente qnd vc disse que o Rosa formou fãs e nao os converteu, Guilherme de Sá eh talentoso mas eu sinto nele um ar de soberba e que o Rosa atira mesmo pra todo lado, gosto da banda, mas ela vai contra a palavra de Deus quando eles resolvem falar o nome de Jesus quase nunca, colocar Deus e fé nas letras eh uma coisa e lançar a palavra dEle eh outra, a palavra de Deus diz que nao se pode servir a dois senhores ou alegrará um e intristessera outro, nao pode nascer agua doce e salgada da mesma fonte, entendo q elea querem alcancar a todos mas qual o real propósito? Ter fãs evangélicos e não evangélicos? Ou pregar a palavra de Deus ate que ela se cumpre? Amo a banda , mas ja aceitei q eles nao São cristãos. Pregar sentimentos nao salva nao converte. Abraço #rosariano #mascristao.

    ResponderExcluir