Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Leitores de bilhetes eletrônicos programados para linhas erradas

O sistema de ônibus municipais do Rio de Janeiro continua uma bagunça. Agora os leitores de bilhetes eletrônicos andam sendo programados para linhas erradas. As empresas de ônibus costumam programar cada leitor com a linha onde o respectivo ônibus circula. A cada novo passageiro que passa pela catraca, fica registrada a linha utilizada, de modo que isso pode ajudar o sistema de ônibus a saber quantos passageiros utilizam aquela linha, possibilitando assim um planejamento da frota a ser utilizada na linha. Só que essa tecnologia fica inútil se o passageiro pega um ônibus de uma linha e o leitor de bilhetes eletrônicos está programado para outra linha, ainda que seja uma linha invariavelmente da mesma empresa. O resultado é que todos os passageiros daquele ônibus acabam sendo contados como se fossem passageiros de outra linha. O planejamento, assim, vai pras cucuias. Aliás, algum dia houve um planejamento que prestasse no sistema de ônibus municipais do Rio de Janeiro?

Nenhum comentário:

Postar um comentário