Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Uma opinião sobre os filmes de personagens Marvel em outros estúdios


Fonte: Omelete.

Icaro

Lamentavelmente, aquela crise nos anos 90 fez a Marvel lotear os direitos de alguns de seus personagens e hoje fica impossível vermos a integraçao de X-Men e do Aranha com o resto do universo Marvel nos cinemas.

Apesar da qualidade e sucesso dos atuais filmes do Marvel Studios, não podemos esquecer que foram os trabalhos de Sam Raimi com o Aranha e de Singer nos primeiros filmes dos X-Men, respectivamente com a Sony e a Fox, que reabriram os caminhos de Hollywood para o gênero super-heróico (não só para os personagens da Marvel).

Porém, a nova franquia do Aranha não agrada, e tenho muito receio quanto ao futuro dos X-Men nos cinemas. Espero sinceramente que Singer acerte nesse novo filme, mas a missão é muito difícil. O cara está tendo que integrar 2 conceitos completamente distintos, pois até onde sei o universo de X-Men: First-Class não fora concebido para ser integrado com o dos filmes anteriores. Aguardo ansiosamente pelo novo filme da franquia X para ver no que vai dar, mas tenho a nítida sensação de que, por melhor que o filme seja, ainda ficarei com a sensação de que o Marvel Studios teria feito melhor.

E se já será difícil integrar os Universos-X, imagine integrar o universo do Aranha, concebido em outro estúdio, com o Universo-X, concebido pela Fox. Pode até resultar num blockbuster razoável, com rentabilidade razoável, mas dificilmente vai fortalecer as franquias.

Por essas e outras acho que esse trailer de X-Men nos pós-créditos do Spider é apenas marketing.

A solução ideal seria se o Wolverine voltasse no tempo, ali pros anos 90, e impedisse a Marvel de lotear seus personagens. Aí poderíamos ver o Quarteto, o Surfista, Namor, X-Men e o Aranha sendo levados as telas com a mesma qualidade que temos visto no universo dos Vingadores. Será que o Dr. Destino empresta a esteira-temporal?

Nenhum comentário:

Postar um comentário