Política, cultura e generalidades

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Politiqueiros, vândalos e criminosos inviabilizam manifestações de rua

Resposta para Mingau de Aço publicada no Facebook:

Eu não participei das manifestações de rua de 2013, pois já sabia no que daria: manipulações das passeatas pela esquerda e pela direita, vandalismo de criminosos oportunistas, Black Blocs e outros bichos. Não vai ser neste 2014 que eu participarei. Ainda mais com essas "otoridades" que estão aí querendo enquadrar os manifestantes por "terrorismo", com 30 anos de cadeia. Tudo em nome da Copa, pros gringos não verem como é a realidade do Brasil. O regime militar acabou, mas a democracia não veio até hoje.

Leonardo Ivo

E como vc preveu que as manifestações iam ter esse resultado, se foram algo novo na forma ena maneira como aconteceram?

Foi uma manifestação sem líderes, sem convocação das lideranças de sempre: partidos, governos, empresários, religiões, mídia, sindicatos, movimentos sociais e etc.

Elementar, meu caro Leonardo Ivo. Como eu já disse, eu debato política com gente de tudo quanto é tendência, da ultradireita à ultraesquerda. Claro que sou cheio de dedos com essa gente. Sempre me resguardo. Um da ultraesquerda com quem dialogo disse textualmente que não há manifestação popular que consiga os objetivos sem fechamento de rua, sem tumulto, sem que haja elementos quebrando coisas, do próprio movimento ou infiltrados pela direita, segundo ele. Isso quando tudo apenas começava. O homem tem contatos com movimentos sociais até bem antigos. O cara cita até uma série de conquistas trabalhistas que só vieram depois desse tipo de manifestação. Cita também movimentos indígenas e os sem-terra.

Quando a merda fede, a ultraesquerda bota a culpa em fascistas de direita e a ultradireita bota a culpa na esquerda. Filho feio não tem pai.

Concordo que as manifestações não tenham tido ninguém centralizando ou liderando. Mas tem sempre algum grupo ideológico posando de inspirador das manifestações, ou jogando-as no colo de desafetos, no que todos erram enormemente. Paulo Henrique Amorim adora atribuiu-las aos "tucanonymous".

Outro leitor

E já não teve um idiota no roda viva dizendo que Black Block era de direita?

O tal idiota disse isso no dia da entrevista do Lobão no Roda Viva. Esquerdopatia é pouco.

Esses vândalos ditos de direita adoram quebrar bancos, símbolos máximos do capitalismo. Devem estar querendo ajudar os amigos marxistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário