Política, cultura e generalidades

sábado, 18 de janeiro de 2014

Onde a esquerda e a não esquerda se encontram? Nos shoppings

Resposta para Blog do Emir e Mingau de Aço publicada no Facebook:

É. Realmente os shopping centers devem ser, mesmo, espaços da utopia neoliberal. Neles é possível conferir desde filmes nacionais bancados com patrocínio estatal até comprar livros de autores neoliberais como Palmério Dória e Amaury Ribeiro Jr.

Apesar de serem capazes de mil piruetas ideológicas para escreverem longos textos como esse de Emir Sader, a esquerda caviar continuará indo aos shoppings. Continuarão comprando e até vendendo seus próprios produtos. Assim como a esquerda caviar, a esquerda patê e a esquerda margarina também estarão lá comprando e consumindo. Quem sabe encontrando os que não tem esses complexos de culpa. Tanto uns como outros continuarão usando o dinheiro próprio (seja muito ou pouco, mas pelo menos suficiente) para comprar roupas, sapatos, livros e o que mais precisarem.

No que diz respeito aos cinemas de rua, eles também exibiam os filmes das grandes cadeias de distribuição. Exibiam. A maioria deles virou espaço para cultos. O cinema de arte é praticamente o único que resiste nos poucos cinemas de rua que restaram. O cinema arrasa-quarteirão teve que ir pros shoppings, mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário