Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Vamos todos entrar no Tapetão!

No país-sede da Copa 2014, ainda deixam bandidos disfarçados de torcedores matarem e morrerem por causa de futebol, e os jogadores são ofuscados pela politicagem e pela cartolagem da pior espécie. Agora mesmo, o Campeonato Brasileiro de 2013 deixará de ser concluído pelos jogadores em campo, e será concluído por juízes da área esportiva, por procuradores que procuram encrenca e por advogados de clubes. Nos próximos dias, haverá no Tapetão as partidas da 39ª rodada do Brasileirão 2013. Partidas em que os doutores da lei do futebol (não os jogadores em campo) decidirão, afinal, quem deverá ser rebaixado para a Série B de 2014. Se serão o Fluminense e o Vasco, se serão a Portuguesa e o Vasco, se serão o Flamengo e o Vasco ou se serão o Flamengo e a Portuguesa. No Rio de Janeiro, só o Botafogo fez bonito neste Brasileirão. O resto se estropia no Tapetão.

Talvez o problema maior nem seja o Tapetão em si. Talvez seja o futebol carioca. É só ver a quantidade de clubes da cidade envolvidos nessa nova lambança futebolística no país da Copa 2014. Os clubes cariocas tendem a resolver suas pendências fora de campo, não nele. Isso há vários anos. Um deles até deve ter mudado seu mais famoso hino, composto por Lamartine Babo. De lá da colina histórica ecoa o novo cântico. Algo que deve começar com "Vamos todos entrar no Tapetão!".

O futebol carioca deixou de ser referência para o futebol brasileiro desde, pelo menos, o fim da década de 1980. De vez em quando, os quatro supostos times grandes do futebol carioca combinam de dar vexame juntos, ou em duplas, ou em trio. Agora mesmo neste ainda não encerrado Brasileirão 2013, todos eles foram derrotados pelo Grêmio. Foram sete vitórias do time gaúcho e um único empate (Fluminense 1 x Grêmio 1, no Maracanã). A ponto de, numa recente edição do programa Quatro em Campo da CBN, o locutor gaúcho e gremista da CBN São Paulo Milton Jung ter reivindicado nos estúdios cariocas da CBN a Taça Rio, aproveitando que estava de passagem pela cidade. A ala carioca do programa ameaçou cortar o microfone do Milton. Era só brincadeira. Não cortaram.

Seja lá qual for o resultado da 39ª rodada do Brasileirão 2013, o rebaixamento de dois supostos times grandes do Rio de Janeiro combinado com a ida deles para o Tapetão faz o futebol carioca ficar pior que na Era Caixa D'Água. Se continuarem essa palhaçada de Tapetão, o Campeonato Brasileiro de 2014 deverá ser transmitido pela TV Justiça. Nada de TV aberta comercial, TV paga, PPV...

P.S: Complete o hino:

"Vamos todos entrar no Tapetão
para sair da segunda divisão
pior que não é só o time português
O das Laranjeiras vai entrar mais uma vez..."

Com colaboração dos amigos do Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário