Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Um debate sobre música, política e subversão



Provoquei o debate ontem, enviando um tuíte para Lobão, Roger Moreira e Leo Jaime. Era uma mensagem com cunho político, mas também com alguma ironia.

Nos anos 70, ser "subversivo" era ouvir Chico Buarque. Hoje ser subversivo é ouvir vocês. O mundo dá voltas!

Este simples tuíte provocou uma série de retuítes e um debate que durou algumas horas até o último tuíte, de Leo Jaime. Roger gostou do tuíte. Danilo Gentilli fez a sua piada de praxe. Um internauta chamado Antonio Augusto disse para nós não viajarmos. "Menos menos". Lobão protestou, se recusando a ser comparado a Chico Buarque. Ele espinafrou as músicas de Chico várias vezes no seu livro Manifesto do Nada na Terra do Nunca. Pra ele, subversão era só ouvir Mutantes, Led Zeppelin, Stones, T Rex...

Um abestalhado apareceu pra dizer que subversão era ouvir Odair José, "um dos mais perseguidos pela Censura". Grande merda. Respondi:

Odair José e outros não contestavam regime. Atraíram a ira apenas dos moralistas da Censura

Lobão continuou elegendo Chico Buarque como seu alvo.

Mas isso não impede de que o Chico e cia fossem uns otários e item de aula de Moral e Cívica

Eu não conheço ninguém que gostasse do Chico não fosse meio bocó

Já bem puto com quem mistura o Chico compositor (que sempre foi e continua sendo dos melhores) com o Chico político (um dos que mais colaboraram com a implantação desse regime petista que está aí hoje) e acaba rejeitando ambos, respondi a respeito daqueles politizados hoje muito bem encastelados no poder:

Não digo que eles eram otários. Eram, sim, espertos. Mais do mau que do bom sentido

Já que não dá para falar da música de Chico Buarque com Lobão...

Leo Jaime apareceu, fazendo a defesa do Chico compositor e ofendido com a frase de Lobão.

Chico é o melhor compositor brasileiro vivo. Sou bocó?

Mas parece que ele não descobriu que foi Lobão que disse que não conhece ninguém que gostasse do Chico e não fosse meio bocó. Quando descobrir o autor, pode rolar uma boa discussão entre os dois participantes daquela famosa gravação de Nós Vamos Invadir Sua Praia, do Ultraje a Rigor.

Quem quiser descobrir se esse debate terá desdobramentos, confira meu tuíte original.

Nenhum comentário:

Postar um comentário