Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 6 de março de 2013

Celebrações mórbidas de idiotas

Meu pai se chamava Ildebrando Delfino. Ele morreu de câncer em agosto de 2004. Acompanhei o drama dele até o fim. Jamais comemoraria a morte de uma vítima de câncer. Mesmo do estrupício do Chávez. Mas tem uns idiotas comemorando desde ontem o falecimento do presidente da Venezuela. Estou só vendo...

2 comentários:

  1. Veja bem, não gostava do cara. Mas desejar morte?
    Eu to aqui sofrendo há três semanas com tosses que ninguém descobre a origem, imagine o cara com câncer no pulmão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Shogum. Tá cheio de idiota por aí comemorando a morte do Chávez. Tão idiotas quanto os caras que dizem que foram os Estados Unidos que mandaram o câncer para o Chávez.

      Excluir