Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Fofocas e futricas na imprensa esportiva

Resposta para Lance!:

Flamengo usa Ninho para blindar grupo e não permite presença de ‘agregados’

Isso deveria ser feito por todos os clubes brasileiros, assim como é feito na Europa. A imprensa brasileira é equivocada, quando não leviana. Trata o futebol como se fosse algo público e de alto interesse nacional. Mas não é. São negócios privados. Se os times ganham, perdem ou empatam, se são campeões, vice-campeões ou rebaixados, isso é da conta deles. Ninguém mais ganha ou perde com as conquistas ou quedas dos times.

A imprensa esportiva quer criar uma indústria midiática maior que a dos clubes e das federações. Aí tem que arrumar noticinha pra encher pauta, pra fustigar, pra fofocar e pra futricar. Já tem até rádio inteira supostamente toda dedicada aos esportes, bancada por banco, com nome e tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário