Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Para JN, 'A Privataria Tucana' é objeto para ser devolvido?


Ontem o Jornal Nacional exibiu mais uma daquelas matérias pós-natalinas que exibem em todo fim de ano para encher linguiça, sobre os consumidores que retornam às lojas para trocar produtos que por algum motivo não serviram para as pessoas para quem esses presentes foram oferecidos no Natal. São roupas que não serviram nas pessoas presenteadas, são livros comprados para quem já tinha exemplares deles, livros para pessoas que não gostariam de ter esses títulos específicos, etc. Pois eis que um dos livros que apareceram na reportagem e que supostamente estaria sendo levado pelo comprador de volta à livraria para devolução era nada mais nada menos que A Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr.

Conhecendo o jornalismo global, dá para supor que os responsáveis pela matéria acreditavam que o consumidor estava tentando devolver o livro por falta de interesse dele ou da pessoa para quem tentou dar o livro. Os próceres do jornalismo global consideram o livro muito controverso, pra não dizer subversivo. Objeto, portanto, passível de não ser lido e sumariamente devolvido para as livrarias. Os caras não deixariam A Privataria Tucana aparecer no JN, assim, à toa. Devem lamentar que até hoje dezenas de milhares de exemplares do livro NÃO tenham sido devolvidos nem ficado nas livrarias. Muito pelo contrário: foram comprados, presenteados, lidos, comentados, elogiados, etc. Criticados? Só pela corja incomodada.

Mal sabem eles (ou talvez já saibam) que A Privataria Tucana 2 já está sendo escrito. Aguardem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário