Política, cultura e generalidades

domingo, 30 de setembro de 2012

Fala, maninha!

Fonte: Luciana Delfino no Facebook.

Sabem o que é uma pessoa revoltada? Sou eu!!! Acabei de mudar de voto nulo para prefeito para voto de oposição. Pior do que está, com a zona e abandono aos moradores de onde moro, com legado ao contrário, não dá para ficar.

Pré-legado ao contrário, complementando. Deve ser a lógica dos fins justificam os meios, que se dane quem mora aqui, ferremos com todo mundo pelo bem da copa, das olimpíadas, quando houver reunião da associação de moradores aparecemos lá para dizer que estamos preocupados com os moradores e os que forem idiotas, acreditem!!!

Mais detalhes aqui.

Teaser Trailer do futuro documentário sobre Redson

sábado, 29 de setembro de 2012

Mais uma rádio com muita notícia repetida à exaustão e conversa jogada fora


Me questiono seriamente se há alguma criatura viva disposta a ficar ouvindo direto essa chatice de Bradesco Esportes FM. Essa rádio sofre do mesmo problema das rádios ouníus: é muita notícia repetida e conversa jogada fora. Sem contar que os caras ameaçam encher linguiça na cara dura. Se deixarem, cobrirão campeonato de cuspe à distância. Só se salvam o garotinho José Carlos Araújo e Gilson Ricardo, que afinal de contas também são comunicadores. JCA já foi até âncora de cobertura de carnaval e de eleições! E com competência.

Essa Bradesco Esportes tem data de validade: a Olimpíada 2016. Depois que o Bradesco tirar o corpo fora, babau Bradesco Esportes. Que nem a Oi FM quando a Oi saiu.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Privataria tucana finalmente chegou à TV

Isso aconteceu há algumas semanas. Pena que foi só na campanha eleitoral na TV paulistana. Foi uma resposta dos petistas (que apoiam Fernando Haddad para prefeito) para o PSDB, que botou o mensalão do PT na pauta da campanha da estrela maior do livro A Privataria Tucana: José Serra.

Todos eles tem razão sobre o que dizem uns dos outros.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O pancadão do DJ Rodrigo


Quem mais tem colocado fânqui na campanha eleitoral carioca não tem sido o DJ Marcelo Freixo, que apoiou aquele baile fânqui da Furacão 2000 na Alerj. Nem o DJ Eduardo Paes, que pretende construir um funkódromo, se for reeleito. Quem mais tem solto o pancadão na campanha eleitoral carioca tem sido o DJ Rodrigo Maia. Na campanha do homem, rola até uma daquelas mocinhas cantando (?????) que "tá toda atoladinha nesse trem".

Quem tiver estômago, ouvidos e paciência, que procure o pancadão do DJ Rodrigo e ouça. Tou fora!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

O que é Terceira Via de verdade?

Resposta para Mingau de Aço:

Amigo Alexandre Figueiredo, vou te dizer o que é terceira via de verdade. Terceira via de verdade seria um partido assumidamente conservador (pode ser só no plano econômico, só no plano comportamental ou em ambos), um partido assumidamente de direita, um partido assumidamente liberal (ou neoliberal, como queira) ou um partido nacionalista. Ou a existência simultânea de dois ou três desses partidos, ou de todos eles ao mesmo tempo.

O que está aí é pra enganar trouxa. Daí o motivo de você não endossa-los, colocando-os entre aspas ("terceira via"). O que está aí é invariavelmente mais do mesmo: o demo-tucanismo neoliberal, a esquerda lulo-dilmista, a direita fisiológica (que apoiou FH, hoje é lulo-dilmista e no futuro poderá muito bem virar lulo-dilmo-aecista ou lulo-dilmo-eduardista, seja com Eduardo Campos ou com Eduardo Paes), a ultra esquerda e a extrema esquerda.

domingo, 23 de setembro de 2012

Processo dos 30 kW da Kiss FM no Sumaré saiu do Ministério das Comunicações e foi para a Anatel


O processo número 53000.006677/2007 que trata da autorização para a Kiss FM operar com 30 kW a partir do Morro do Sumaré estava parado no Ministério das Comunicações desde 13 de agosto de 2008. No último dia 13, o processo finalmente saiu do ministério, já aprovado, e foi para a Anatel, órgão que costuma aprovar com relativa rapidez processos já aprovados pelo ministério. A movimentação desse processo pode ser conferida no portal do Ministério das Comunicações.

Vale lembrar que a Kiss FM não possui mais pendências com os órgãos de licenciamento ambiental, já que a Kiss FM não construirá nenhuma torre ou casa própria no Sumaré. Utilizará torre e casa de transmissão alugados.

Texto publicado nos blogues Kiss FM 91,9 Rio de Janeiro e Blogue do Tributo.

sábado, 22 de setembro de 2012

Marcelo Freixo será eleito prefeito do Rio de Janeiro ou sofrerá a Síndrome dos Marcelos

Em 2008, o prefeito Cesar Maia foi reeleito nem tanto devido ao seu próprio nome, mas porque recebeu muitos votos daqueles eleitores que depois puderam dizer: "Não votei no Cesar Maia. VETEI o Crivella". Numa referência ao bispo da IURD, senador e cantor evangélico Marcelo Crivella.

No ano de 2006, teve muita gente dizendo: "Não votei no Lula. VETEI o Alckmin". E o presidente-candidato foi reeleito.

Neste ano, os papéis da eleição municipal são os mesmos. Só mudaram os atores. O papel de prefeito-candidato a ser desafiado deixou de ser de Cesar Maia e passou a ser de seu apadrinhado e hoje desafeto Eduardo Paes. Já o papel de desafiante a sonhar com a vitória num hipotético 2º turno deixou de ser do bispo Crivella e passou a ser de nosso xará Marcelo Freixo, o combatente antimilícias.

Marcelo Freixo será eleito prefeito do Rio de Janeiro ou sofrerá a Síndrome dos Marcelos, caindo ainda no 1º turno, mesmo com formidável votação.

Aviso aos amigos da cidade do Rio de Janeiro: ao contrário desses xarás todos, não pretendo me candidatar a prefeito jamais. Dessa Síndrome dos Marcelos não sofrerei. Se algum dia for candidato a alguma coisa, não será para prefeito. E, com certeza, não será por nenhum desses 30 partidos registrados pelo TSE.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Mensalão não afeta intenções de voto do prefeitável apoiado pelo PT-RJ

Independente de mensalões do PT, do PSDB ou do DEM, parece que o julgamento do mensalão do PT está afetando as intenções de voto dos prefeitáveis petistas pelo país afora. Só não afeta as intenções de voto do blindado prefeitável apoiado pelo PT no Rio de Janeiro. Apenas fatores locais devem atingir o candidato lulo-dilmo-cabralista.

Se bem que o próprio Eduardo Paes (PMDB) participou da CPI dos Correios ainda como deputado tucano, e disse outro dia que houve de fato o mensalão. Qualquer hora tomará um puxão de orelha do Lula, que participa de sua campanha na TV.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Zé Dirceu diz que não fugirá da condenação do STF

Respostas para Altamiro Borges, em cima de texto de José Dirceu:

Luis R disse...

Caro, lamento muito, mas vão mandar prender o Dirceu, que não sei se é um cara simpático, mas não é o bandido que querem crucificar. Bom, uma vez na cadeia, continuará a ter liberdade de imprensa para blogar?

18 de setembro de 2012 23:29

Não sei porque o Zé Dirceu não fugiu do país, ainda. Isso ele sabe fazer como poucos.

Se prenderem o Zé Dirceu, seus defensores poderão, enfim, fazer a revolução: tira-lo da cadeia, no peito e na raça. Ou então poderão choramingar na esgotosfera progressista, como já tem feito.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

NET Rio de Janeiro atende a pedidos para colocar a TV Canção Nova em seus pacotes


Faz anos que ouço falar de gente que pedia que a operadora de TV a cabo NET disponibilizasse o sinal da TV Canção Nova para a clientela. Praticamente todas as operadoras de TV paga via satélite disponibilizam a TV Canção Nova, e várias operadoras locais de TV a cabo disponibilizavam, também. Faltava a NET disponibilizar a emissora em todas as cidades que atende. Poucas cidades recebiam a TV Canção Nova pela NET. Entre elas: São José dos Campos, Belo Horizonte e Brasília.

Mas a TV Canção Nova anunciou ter assinado um contrato com a NET para ter seu sinal em todas as praças da NET. Ontem a NET inaugurou a transmissão da TV Canção Nova no seu canal 3 do Rio de Janeiro e no seu canal 14 de Porto Alegre.

Até ontem a TV Canção Nova tinha uma abrangência restrita na cidade do Rio de Janeiro, porque seu sinal analógico em UHF (canal 20) sempre foi precário, seu canal digital (44.1 UHF) acaba de ser concedido (portanto, não foi colocado no ar) e nenhuma operadora de TV a cabo disponibilizava o canal. A TV Canção Nova tem sinal aberto via satélite (canal 1084 vertical do satélite Star One C2 analógico) e sinal em quase todas as operadoras de TV paga via satélite, mas muita gente não pode instalar alguns modelos de antenas de recepção via satélite nos prédios residenciais onde residem. Mas vários desses prédios são cabeados pela NET. Espera-se um aumento da audiência e da repercussão da TV Canção Nova no Rio de Janeiro.

No que diz respeito à programação da TV Canção Nova, ela mescla programas católicos com documentários, programas de variedades, programas de entrevistas, programas jornalísticos e outros educativos, incluindo faixas infanto-juvenis de segunda a sexta de manhã e de tarde. Eles prometem fazer a melhor cobertura da Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá no Rio de Janeiro em 2013. É provável que consigam.

domingo, 16 de setembro de 2012

Sobre a moda dos hologramas

Resposta para Whiplash:

Deviam fazer hologramas não de artistas, mas de políticos. Daqui a uns 50 anos, poderiam lançar para presidente os hologramas de Getúlio Vargas e de Lula. Os dois fariam campanha na TV e comícios. Com o avanço da tecnologia, serão capazes até de interagir com os eleitores, no corpo a corpo (ou melhor, holograma a corpo). Capaz de os dois irem pro segundo turno, deixando os vivos para trás.

sábado, 15 de setembro de 2012

Pobre Osasco!


Resposta para Com Texto Livre:

Depois do João Paulo Cunha ser condenado no STF, agora temos a queda do tucano Celso Giglio, este pela Lei da Ficha Limpa. Nenhum dos dois é mais candidato a prefeito. Osasco está mesmo numa draga danada, como diria Milton Neves. Essa velharia da política devia ter pena da cidade e se retirar da política. Mas é pedir demais.



P.S: José Serra diz que é contra candidatos com ficha suja. Devia ser contra o Celso, também.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Começou o quebra pau no grupo de discussão 'Não Fecho com Freixo'

O Facebook de hoje é o Orkut de seis anos atrás. Vira um quebra pau em época eleitoral. Pra todos os lados. Eu que acompanhei várias comunidades dedicadas a candidatos de 2006 no Orkut (a maior foi dedicada ao presidenciável Geraldo Alckmin) encontrei agora um grupo de discussão fundado em 6 de setembro de 2012 contrário ao prefeitável Marcelo Freixo: Não Fecho com Freixo (http://www.facebook.com/NaoFechoComFreixo). O quebra pau já começou, com a chegada da militância freixista ao grupo, discutindo com a ala do contra.

Como sou um nacionalista, não sou capitalista (nem tenho grana pra isso), não sou comunista, não sou socialista, não sou esquerdista, não sou liberal, não sou neoliberal, não sou fisiológico e nem sou daqueles que votam em esquerdistas ou no Filho Bastardo do Brasil nem em seus indicados para evitar "o mal maior", tenho todos os motivos para curtir este grupo de discussão. Mesmo comandado por liberais assumidos. Já estou me preparando para discordar das posições (neo)liberais deles.

Mas o que falta neste país são liberais assumidos, conservadores assumidos e nacionalistas. Hoje toda politicalha nacional diz que é de esquerda, todo mundo diz que é progressista, todo mundo quer a bênção de Lula que "é um Deus" (assim chamado por Marta Suplicy) ou ao menos não ser amaldiçoado por ele, pra não perder eleição.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O samba paulista de Eduardo Paes


Não adianta. Tem coisas que alguns fazem melhor do que os outros, não importa o quanto os outros se esforcem. O melhor rock é feito pelos ingleses. O melhor acarajé, o melhor sarapatel e o melhor vatapá são feitos pelos baianos. A melhor costelada é feita pelos gaúchos. E o melhor samba é feito pelos cariocas.

Gente de fora até tenta fazer samba, mas nunca fica igual ao samba carioca. Fica parecendo uma caricatura. Pois eis que o candidato à reeleição Eduardo Paes colocou como seu principal jingle de campanha um sambinha pra lá de mequetrefe, com todo jeito de samba paulistano, com direito a sotaque (apesar dos esses com som de X) e tudo mais. O refrão, então (muita coisa já mudou / é com esse Rio que eu vou...) é em paulistês puro. Nem adianta alegarem que o jingle foi composto e gravado por cariocas, se for esse o caso. O que fica é o produto final, cujo áudio pode ser conferido aqui. Me refiro à gravação em áudio à esquerda da página oficial de campanha, não o clipe à direita, gravado efetivamente por cariocas.

Um sambinha mequetrefe gravado em autêntico paulistês tem tudo a ver com o alcaide carioca, que botou uma paulista pra dirigir a Secretaria Municipal de Educação e anda dando poderes demais ao paulista Instituto Ayrton Senna no processo de privatização da pedagogia da mesma secretaria.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Desilusão com Marcelo Freixo


Resposta para O Kylocyclo:

O Alexandre é um cara equilibrado. Não é um desses estrupícios milicianos ou aliado de milicianos que fazem ameaças à vida do Freixo ou que acham que ele fará uma "revolução" na Prefeitura, desfazendo as más obras dos antecessores, ou que acreditam que Freixo vá botar os fiscais da Prefeitura para acabarem com a bandalheira do domínio miliciano no segmento das vans. A desilusão do Alexandre é a mesma que a minha. Marcelo Freixo tem militância, não milícia. Mas tem uns aliados da pesada. Não assassinos como os milicianos, mas da pesada, também. E não conste que o Freixo rejeite esses aliados. Rede Globo, barões do fânqui, intelectuais de merda, etc. Até o tucano Caetano Veloso tá com ele, junto com o petista e lulista Chico Buarque!

Sobre a Rede Globo, ela joga nas onze posições. Não joga para perder. Ela se dará muito satisfeita com a reeleição de Eduardo Paes, parceirão nesses projetos olímpico-futebolísticos de 2014 e 2016, desculpas para toda sorte de crises que a Prefeitura terá de 2017 em diante. Mas a Rede Globo também ficará satisfeita com a eleição de seu parceirão e aliado da equipe do Tropa de Elite 2, filme da Globo Filmes. Exceto de Rodrigo Pimentel, líder do governo Cabral Filho na Rede Globo.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Dilma Rousseff considera reeleição de Eduardo Paes como certa


É o que a presidanta deixa transparecer ao não participar da campanha de reeleição do alcaide carioca, nem mesmo com a gravação de um vídeo para a TV. Dilma Rousseff gravou vídeos de apoio aos candidatos petistas Fernando Haddad (SP) e Patrus Ananias (BH), que estão ralando pra superar os candidatos Celso Russomanno (PRB-SP), José Serra (PSDB-SP) e Marcio Lacerda (PSB-BH). Ontem os vídeos foram ao ar nas respectivas cidades.

Enquanto isso, no Rio de Janeiro, nada de Dilma na campanha reeleitoral de Eduardo Paes, o candidato oficial do PMDB e também do PT. O patriarca petista Lula ainda gravou uns videozinhos de apoio, para não deixar o ex-desafeto carioca com ciúmes. Só se a situação mudar é que dona Dilma deverá ir pras ruas do Rio fazer campanha ao lado de Eduardo Paes. Gravar vídeo não será suficiente.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Progressistas e servidores deveriam deixar Dilma se lascar, se a consideram traidora

Resposta para Altamiro Borges:

Prezado Altamiro, honre esse magistral texto que você escreveu em defesa do direito de greve dos trabalhadores do serviço público. Não apoie nenhum candidato apoiado por Dilma Rousseff em 2014. Nem no 1º nem no 2º turno. Por mais cretinos que sejam seus adversários. E oriente os membros do Barão de Itararé e todos os blogueiros progressistas do país a agirem assim.

domingo, 9 de setembro de 2012

Inconformados com condenações no julgamento do mensalão, governistas atacam Joaquim Barbosa

Resposta para Altamiro Borges:

Já vi picareta governista dizendo por aí que, apesar do que tem feito, Joaquim Barbosa jamais ganhará a Casa Grande. Só faltou o cara dizer que Barbosa jamais deveria ter saído da senzala.

Racismo é racismo. Não importa de que lado está.

sábado, 8 de setembro de 2012

Os envergonhados demais para serem liberais

Essa coligação necrosada do DEM com o PR (que lançou Rodrigo Maia para prefeito, tendo Clarissa Garotinho de vice) é a coisa mais natural, se formos levar em conta no quê os dois partidos deveriam ter sido ou continuado a ser. Eram exatamente esses dois partidos os dois maiores que não tinham vergonha em se assumirem como partidos liberais. O DEM era o Partido da Frente Liberal (PFL) e o PR é o resultado da fusão do Partido Liberal (PL) com o Prona.

Só que hoje todos os partidos do Brasil querem ser esquerda, todos querem ser progressistas, todos querem ser socialistas, todos querem ser "politicamente corretos" (no que mais de incorreto e vil há neste termo). E, sobretudo, todos os partidos querem ser fisiológicos. Inclusive os que não são.

Continuo dizendo que falta um partido assumidamente liberal neste país, pra quem acredita nessa ideologia. Faltam também um partido assumidamente de direita e um partido nacionalista.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Desconfie de um governista ou esquerdista que clamar por "democratização" ou "regulamentação" dos meios de comunicação

Respostas para Raphael Tsavkko:

Na verdade, o sonho dos governistas é um regime de partido único, tal como o regime do Partido Comunista da China. Comunista só no nome, pois virou politicamente incorreto criticar o comunismo e a esquerda em geral. Na essência, um regime plutocrático, onde o Partido domina os três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) mas deixa o empresariado comandar os negócios públicos e privados do país. Desde que só os empresários aliados do Partido e integrantes do regime tenham licença para participar dos negócios.

Roberto Pereira disse...

E com a imprensa devidamente "democratizada".

Sério, a imprensa brasileira é uma vergonha mesmo, de direita, parcial, concentrada, chega a ser uma máfia - como o caso Veja-Cachoeira prova - , mas depois de provar na pele a noção de "democracia e liberdade de expressão" dos Eduguins da vida TÔ FORA da conversinha deles de "democratizar a midia". O que ele querem é APARELHAR A MIDIA E IMPOR CENSURA de tudo que for contra o PARTIDO.

Luís disse...

Eu também quase fui atraído pelo canto da sereia dos "progressistas".

Atualmente, com esse pessoal, o que eu faço é procurar pérolas do mais puro governismo e peleguismo para abastecer o Tumblr do Governismo, né Raphael? :o)

Raphael Tsavkko disse...

Falou um dos nossos maiores colaboradores1=)

Gustavo Noronha disse...

Você pegou em outro ponto que me irrita constantemente: a militância abre o verbo falando de democratização das comunicações/mídia e o governo defendido por ela *sequer* melhorou o processo kafkiano que é botar pra funcionar uma rádio comunitária. E quando a ANATEL vai no Rio+20 e fecha uma rádio "ilegal" os nossos amigos progressistas botam a culpa em... FHC!

É o cúmulo da hiprocrisia. Ironicamente, a única democratização das mídias nos últimos 20 anos que eu consigo pensar é a mudança na forma como concessão de frequências era feita anteriormente: de o Presidente decidir e conceder o que quiser pra quem quiser dos tempos de Sarney para a concessão ter que ser votada pelo Congresso, tirando o poder dele próprio.

E ironicamente também, as leis criadas no processo de privatização das teles dão ao governo atual a capacidade de fazer muito melhor do que vem fazendo - inclusive a capacidade de colocar *por decreto presidencial* a banda larga em regime público, o que daria ao governo poder de estabelecer metas em troca do direito concedido - mas é esperar demais de um governo que lança com tanta pompa um programa absolutamente impróprio para as necessidades do país. Discurso da militância e ação do governo estão tão desalinhados nessas questões que chega a ser cômico.

Raphael Tsavkko disse...

Pois é, esse é um dos pontos mais toscos dessa militância fanática. Ficam idolatrando o governo e esperando sentados uma democratização das comunicações que JAMAIS vai sair. E não vai sair porque o governo sabe que pode contar com a mídia quando as intenções convergem e pode contar com a militância fanática quando lhe convém. É um jogo de ganha-ganha para o governo que pode ser fazer de vítima sempre que quiser.

Uma eleição de degenerados

Vocês não tem noção do quanto estou puto com essa eleição. Quais as alternativas ao prefeito lulo-dilmo-cabralista? Apenas filhotinhos e filhotinhas, políticos demagogos, queridinhos de intelectuais, aliados da cultura de cabresto (por sua vez, aliada da mídia de direita, que também apoia o prefeito e o governador), extremistas e degenerados em geral.

Tomara que essa porra acabe o quanto antes. Mas não com meu voto.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Militância equivocada

Uma atitude praticada por muita gente por aí:

Votar num candidato por que ele é menos pior que outro ou porque o vice do outro é pior que seu próprio vice.

Isso me parece papo da militância de esquerda pedindo voto para Dilma só porque o Serra era pior. Agora vários deles se mostram arrependidos. Como alguns servidores federais.

Quero ver se esses caras continuarão votando em lulo-dilmistas em 2012 e 2014 como fizeram em 2010.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Esses são os tipos de deputados e deputadas que são eleitos aqui no Rio de Janeiro

Pensando bem, Eduardo Paes ainda é tucano


Amanhã às 22h45 a Rede TV! e a Folha de São Paulo promoverão mais um debate com candidatos a prefeito do Rio de Janeiro. O que mais chama atenção na notícia do portal da Rede TV! sobre o debate é a inscrição dos partidos dos candidatos convidados. Eduardo Paes (PMDB) consta como ainda integrante do... PSDB! Seu partido anterior e atual partido de seu adversário Otavio Leite.

Pensando bem, Eduardo Paes ainda é tucano. E também neoliberal, direitista e privatista, como a maioria dos tucanos. Apenas saiu do PSDB pra virar lulo-dilmo-cabralista e ser prefeito do Rio de Janeiro. Mas bem que a Folha gostaria que o prefeito lulo-dilmo-cabralista de alma tucana ainda estivesse no PSDB, dizendo aos quatro ventos que o Governo Lula foi o mais corrupto da história do Brasil. Como fazia na CPI dos Correios.

Atualização (5/9/2012): Hoje a Folha repetiu o mesmo erro da Rede TV!: atribuiu o candidato Eduardo Paes ao PSDB.

Os Mercenários

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Com "funkódromo", dinheiro público está indo para os ares



Nesta eleição, estamos duplamente ferrados e mal pagos. Se o prefeito paspalhão está bancando essa cafajestagem com dinheiro público, aquele degenerado frouxo que se arvora ser o "líder" da "primavera carioca" é aliado histórico daquela corja que domina as equipes de som. Deve estar gostando da farra. Botou um roqueirinho de vice, pra enganar otário. E um roqueirinho de muita má vontade de concorrer, como ele mesmo já disse.

Pão e circo. Tudo para obter o voto das massas. Seja com fânqui, seja com escola de samba (sei lá quantos milhões pra cada uma), seja com eventos gospel, seja com cidade do roque, seja com o raio que o parta. Ê ê ô, vida de gado...

Não há governo, não há oposição. Só há a degeneração. Em todos os sentidos.

Sabem o que é aquela nuvem em cima da fábrica demolida? É o dinheiro do povo carioca indo pelos ares.

Adriano De Souza Rocha disse em Servidores Municipais do RJ:

O gasto já começa ali, na contratação da empresa de demolição, que não é barato. Vou te dizer cara, as vezes dá vontade de viver como mendigo num país como Canadá, Suécia, Noruega, do que ser um trabalhador assalariado aqui no Brasil. O dinheiro só é gasto com futilidades, a saúde tá uma porcaria, mas o povo é acomodado, desmotivado e apolítico...

A profecia está se cumprindo

"O PT é, de fato, um partido interessante... Começou com presos políticos e vai terminar com políticos presos".

Joelmir Beting.

domingo, 2 de setembro de 2012

A esquerda se vende por pouco

Os militantes de esquerda precisam ser mais claros no que dizem, se não estiverem interessados na dissimulação. Depois que enterraram o demo-tucanato nas eleições nacionais, a esquerda brasileira (lulo-dilmista, PSOLista ou extremista) tem agora como objetivo enterrar o que consideram ser a última trincheira da direita brasileira: a mídia golpista que sabe ser governista na hora e no local que convém.

Tudo isso vem à cabeça depois de bom texto do blogue parceiro Mingau de Aço, de Alexandre Figueiredo, parceiro a despeito das evidentes diferenças ideológicas. Texto que acaba assim:

E, dessa forma, o país necessita de uma regulação midiática ampla e corajosa, que não signifique tão somente a domação de jornalistas políticos reacionários. Até porque a "urubologia" envolve não somente comentaristas políticos ranzinzas, mas também "musas" calipígias temperamentais, ídolos cafonas posando de "vítimas de preconceito" e noticiários popularescos baseados no sensacionalismo mais grosseiro.

Gostaria de dizer que a regulação dos meios de comunicação deve ser comandada pelos usuários: leitores, ouvintes, telespectadores e internautas. Sem participação desses cretinos governos que vocês de esquerda elegem, ainda que vocês deem pití dizendo que o governo federal de vocês virou governo de direita, como um pai que não reconhece a paternidade do filho. Eu acompanho os meios de comunicação, e cheguei a criar o Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro para, entre outras coisas, tratar da pobreza do dial carioca e comentar sobre as rádios que colocam uma péssima programação no ar, com os radiodifusores debochando da inteligência dos ouvintes (ou da falta dela). Posso escrever de camarote sobre a necessidade de regularizar a situação da mídia de massa.

O amigo Alexandre Figueiredo não é cúmplice de alguns esquerdistas que querem censurar jornalistas políticos reacionários. Se é isso mesmo, parabéns pro Alexandre. Se não é isso, lamento muito por você, Alexandre. Se pretendemos que este país seja democrático (o que veio depois do regime militar pode ser chamado de tudo, menos democracia), todos tem que ter vez e todos tem que ter voz. Mas parece que a esquerda quer substituir o pensamento único neoliberal, plutocrático ou anarcocapitalista pelo pensamento único de esquerda. Substituir Reinaldo Azevedo por Mino Carta, substituir Joelmir Beting por Luís Nassif, substituir o clã Marinho por Paulo Henrique Amorim, substituir Caetano Veloso por Chico Buarque e assim por diante. O ideal é que nós tenhamos na mídia o Reinaldo E o Mino Carta, o Joelmir E o Nassif, os Marinho E o homem da Conversa Afiada, o Caetano E o Chico, e a participação dos leitores, ouvintes, telespectadores, internautas e de todas as correntes de pensamento da sociedade. Podemos até termos grupos com linha editorial reacionária, mas os não reaças também terão espaço neles. Poderão escrever merda reaça, mas terão resposta lá mesmo. Ainda estamos longe de ter a possibilidade de um Murdoch da vida prestar conta de seus atos. Ou de os grupos midiáticos deseditorializarem suas coberturas e reportagens, deixando seus posicionamentos para os editoriais e artigos.

Mas parece que a esquerda se vende por pouco. Ficaram muito felizes quando a dupla Zezé di Camargo & Luciano embarcou na eleição de Lula em 2002. Dupla que deve ter se arrependido, depois que o próprio Lula viu 2 Filhos de Francisco através de DVD pirata no avião presidencial. Bem feito pros dois. A esquerda (fora alguns dissidentes) também ficou muito feliz com a união dos barões do fânqui carioca com seu factóide carioca Marcelo Freixo. Aquele que tem seu alter-ego Diogo Fraga como protagonista oculto do Tropa de Elite 2, aquele filme da Globo Filmes e de Rodrigo Pimentel, líder do Governo Sérgio Cabral Filho na Rede Globo. Quem sabe assim a esquerda obtenha os votos da massa fanqueira para Freixo em 2012 e para o candidato ou candidata do Filho Bastardo do Brasil em 2014. A esquerda lulo-dilmista adora classificar a Veja de golpista, mas isso não passa de frescura e pití da parte deles. Fazem elogios à Veja quando ela dá capa elogiosa à presidenta incompetenta. Apenas uma minoria da minoria da minoria reclama que a Veja está bajulando-os ou cooptando-os. E mesmo assim essa minoria da minoria da minoria age de maneira tão infantil quanto a esquerda governista que celebra as capas governistas da Veja.

O amigo Alexandre Figueiredo já deu o aviso: se a esquerda continuar se aliando com essa corja da direita política e cultural, acabará apunhalada nas costas. Eu não terei pena de vocês. Quando a população brasileira adotar alguma coisa melhor ou devolver o poder à direita puro-sangue (não essa direita fisiológica lulo-dilmista), vão chorar na cama que é lugar quente. Não me venham encher o saco.

sábado, 1 de setembro de 2012

Otário Eleitoral Gratuito 2012 (2)

O Marconi de Nova Friburgo também levará para lá o esquema Cachoeira?

Marcelo Freixo emprega esposa em gabinete de amigo do PSOL

O vídeo abaixo que encontrei no YouTube me permitiu conhecer melhor o blogue Feijoada Política. Trata-se de um blogue com notícias e comentários políticos. Não encontrei ainda a linha editorial do tal blogue. Apenas encontrei uma afinidade com aquele blogue: ele baixa o porrete em todo o quadro partidário brasileiro. Da direita não assumida à ultraesquerda. Não encontrei ainda comentários sobre os partidos da extrema esquerda.

A militância freixista dará um chilique daqueles depois de ver este vídeo em 5, 4, 3...

Eduardo Paes e as milícias

Vídeo de 2006, com o então candidato tucano a governador Eduardo Paes.