Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Enquanto isso, na pizzaria do STF... (1)

Resposta para Com Texto Livre:

Se este fosse um país sério, pessoas como Gilmar Mendes e Roberto Gurgel jamais sairiam do cargo original para o qual fizeram concurso público. Jamais chegariam a tribunais superiores ou procuradorias gerais. E o senhor Toffoli estaria ainda advogando para o PT ou para governos petistas. Os três estariam em seus direitos.

Nem as provas físicas serão suficientes para condenar quem quer que seja nessa Ação Penal 470 do STF. Se é que há alguma... Se depender de muita gente boa e de muita gente nem tão boa assim, só haverá condenação de alguém nesse processo se estiver nos autos do processo a ata do mensalão, com registro em cartório, descrição detalhada dos compromissos de cada um, as quantias recebidas ou pagas e a assinatura dos corruptos e dos corruptores.

4 de agosto de 2012 10:04

Zé Carlos disse...

Impossível condenar sem provas.

4 de agosto de 2012 10:09

Sim, exatamente. Não dá para condenar sem provas. Mas nem provas testemunhais adiantarão neste caso.

4 de agosto de 2012 10:13


Zé Carlos disse...

Os GGs (Gurgel e Gilmar) pelo jeito são chegados em se banharem em cachoeiras.

4 de agosto de 2012 10:16

Nenhum comentário:

Postar um comentário