Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Distribuidores do cinema nacional não lançam clássicos e sucessos em Blu-ray


Chega a ser patético. O Blu-ray venceu em 2008 a disputa pelo posto de formato predominante de venda e distribuição de produções audivisuais em alta definição (HD). Mesmo assim, os distribuidores do cinema nacional resistem em lançar discos Blu-ray de clássicos e de sucessos (não necessariamente clássicos) anteriores a 2008. O único Blu-ray de filme nacional anterior a 2008 que vi ser lançado no Brasil foi o do arrasa-quarteirão Tropa de Elite (2007).

Se alguém se interessar por algum Blu-ray de filme brasileiro anterior a 2008, tem que recorrer a discos importados. Como o do filme Cidade de Deus (2002), lançado nos EUA, no Canadá, na França, na Holanda e no Reino Unido. O Blu-ray americano de Cidade de Deus tem um defeito: não permite retirar as legendas eletrônicas. O disco do filme tem apenas o áudio original (evidentemente em português), mas obriga o usuário a ver o filme com legendas em inglês ou francês, já que o disco americano é uma cópia do disco canadense. O som 5.1 e a imagem gravados são sensacionais. Mas é necessário ignorar as legendas em idioma gringo passando no rodapé da tela. A Miramax (distribuidora do Blu-ray americano) imagina que seus clientes originais (americanos, principalmente) não se interessam em aprender português, para ouvir o som original sem recorrer a legendas. Só falta chama-los de burros.

Enquanto isso, os distribuidores brasileiros só lançam em Blu-ray no Brasil os filmes nacionais produzidos de 2008 para cá. Os anteriores seguem sendo disponibilizados em HD no Brasil apenas para transmissões em canais de TV HD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário