Política, cultura e generalidades

terça-feira, 12 de junho de 2012

Direita neoliberal, midiota e urubóloga está ficando broxa e não come mais ninguém


Tem muito blogueiro por aí que ainda perde tempo criticando o que os colunistas neoliberais falam ou escrevem na mídia governista tida como golpista. Essa direita neoliberal e midiota está presa ao passado. Ainda está no Século XX. Não aceita que estejamos no Século XXI, e que este país esteja progredindo apesar deles e apesar de todos os governos atuais, passados e também os futuros, se esse quadro partidário continuar o mesmo. Se a realidade não cabe em suas cabeças feitas à base de muito liberalismo novo ou velho, distorce-se a realidade e retorna-se à realidade do Século XX.

Vez ou outra leio e ouço a bobajada dita por esses midiotas. Só que me lixo pro que eles dizem. Apesar de serem totalmente inconsequentes, o que eles falam e dizem não tem mais consequência alguma. Pena que milhões de brasileiros que se lixam pros midiotas neoliberais do noticiário econômico e político sigam fielmente a cartilha dos midiotas neoliberais incentivadores da cultura de cabresto brasileira, a rigor a última trincheira de resistência do neoliberalismo do Século XX.

Outro dia, o professor Roberto Romano disse no programa É Notícia da Rede TV! que a oposição está se desidratando. Evidentemente se referindo à oposição partidária. Resumidamente o PSDB e o DEM. Não estava se referindo à ultra ou extrema esquerda, à ultra ou extrema direita sem partido ou aos nacionalistas, estes também sem partido. Romano disse que essa oposição (demo-tucana) está caminhando para a sua impotência.

Pô, Romano! Deixe a liturgia da cátedra da Unicamp e diga na lata: a direita neoliberal, midiota e urubóloga não está caminhando para a impotência. Está ficando broxa e não come mais ninguém. Os governistas é que comem eles. Para o bem e para o mal. Quando estão longe dos governistas, esses neoliberais oposicionistas fazem masturbação ideológica entre eles mesmos. Sem chegarem às vias de fato, devido à impotência. Só os otários ainda sentem prazer (em todos os sentidos) com o que esses caras escrevem ou dizem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário