Política, cultura e generalidades

terça-feira, 29 de maio de 2012

Pra se vingar de Aécio Neves, serristas acabarão votando em Dilma Rousseff em 2014


Isso se houver 2º turno em 2014, Aécio Neves for candidato a presidente da República e José Serra não. A raiva que esses caras nutrem pelo senador e ex-desgovernador de Minas Gerais é algo digno de nota. No mínimo.

O blogue Coturno Noturno é um reduto serrista não é de hoje. O coronel e a maioria dos comentaristas fazem críticas adoidado não somente à esquerda, mas também ao PSDB, ao DEM e a figurões dos dois partidos. Nem mesmo figuras como FHC e Geraldo Alckmin são imunes a críticas pesadas do coronel e dos comentaristas. Eu mesmo dou uma ajuda, malhando esses Judas todos. Só que enquanto eles idolatram José Serra, eu já mandei algumas estocadas antisserristas. Houve uma vez que o Coronel deixou passar uma crítica minha ao ex-presidente da UNE. Até fiquei surpreso. Teria o coronel deixado passar meu comentário propositalmente ou foi falta de atenção?

O coronel e outros serristas acreditam piamente que Aécio Neves traiu José Serra na eleição de 2010. Costumam chama-lo de Traécio. Não descansarão enquanto não aniquilarem todas as pretensões eleitorais do neto de Tancredo. Seja para senador, governador ou presidente da República. É provável que votem em algum ultradireitista no 1º turno presidencial de 2014. Se José Serra não for candidato, deverão procurar outro direitista, tipo a ruralista Kátia Abreu. Se não houver, arrisco dizer que alguns partirão para o purgante extremo, só para ferrar o Aécio: reeleger Dilma Rousseff. Vão acabar repetindo a mesma palhaçada da ultraesquerda no 2º turno de 2010: virão com aquela de "apoio crítico" à Dilma, e depois passarão os quatro anos seguintes reclamando e se lamentando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário