Política, cultura e generalidades

sábado, 24 de março de 2012

Chico Anysio inventou Tim Tones muito antes dos pastores pentecostais virarem moda

De todos os personagens criados pelo saudoso humorista Chico Anysio, o mais profético (em todos os sentidos) foi sem dúvida o pastor Tim Tones, criado por Chico muito antes dos pastores pentecostais virarem moda no Brasil. Esse tipo de pastor já era moda nos Estados Unidos quando o personagem foi criado. O nome de Tim Tones foi inspirado no controverso Jim Jones, americano que dizendo-se mensageiro divino convenceu uma centena de seguidores de sua seita a cometer suicídio coletivo. Tim Tones aproveitava boa parte de seus cultos para vender toda sorte de produtos e quinquilharias da fé. Sempre acompanhado de sua esposa e de seus sete filhos.

Outra característica importante do quadro de Tim Tones é que era um dos poucos de Chico Anysio em que não havia claques, as gravações de risadas pré-gravadas, que Chico julgava indispensáveis em programas de humor e motivo pelo qual ele criticava todos os programas humorísticos criados a partir da década de 1980 que não tinham claques. O quadro de Tim Tones era para simular um teleculto de verdade, por isso não poderia haver claque. Pelo mesmo motivo da seriedade, o quadro do personagem Profeta também não tinha claque.

A música-tema de Tim Tones no Chico Anysio Show da década de 1980 era hilária. Confira no primeiro vídeo.

O bordão mais famoso de Tim Tones foi "vamos correr a sacolinha!", com variações. Sacolinha era a bolsa (ou bolsas) com que os obreiros de Tim Tones recolhiam as doações dos fiéis que apareciam nos cultos.



3 comentários:

  1. isso é a prova das artimanhas de hoje em dia. e! imagine amanha...

    ResponderExcluir
  2. Eu adorava esse quadro... tempos que não voltam! Eu nunca vou ver um humorista como o meu xará!!

    ResponderExcluir
  3. Para religiosos otários: Teu ser imaginário só existe na tua cabeça e irá morrer contigo, mas você é livre como uma cegonha cega para fazer tuas escolhas.
    Tudo tem um fim, o Sol, a Terra e até tua tremenda ignorância.

    ResponderExcluir