Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 14 de março de 2012

As recaídas pseudonacionalistas de Aldo Rebelo

Resposta para Raphael Tsavkko:

No fundo, Aldo Rebelo é um produto bem acabado daquilo que foi inventado na Europa, foi exportado para a China e foi transcrito pro Brasil: um esquerdista neoliberal. Neoliberal porque se dá muito bem com ruralistas (a UDR que o diga). Ao mesmo tempo, mesmo sem ser comunista de fato, ele tem algo em comum com os comunistas: é um internacionalista. Afinal, os verdadeiros comunistas são internacionalistas, jamais nacionalistas. Aldo está entregando a soberania nacional para a FIFA, uma entidade plutocrática internacional. Pouco importam as recaídas pseudonacionalistas desse senhor, como essas contra o secretário da FIFA, aquela de apoiar a criação do Dia do Saci e a proibição de letreiros em língua estrangeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário