Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Rede Manchete fez história com desfiles das escolas de samba

Em mais um carnaval carioca, vem à mente as grandes transmissões que as emissoras de TV fizeram ao longo da história dos desfiles das escolas de samba, particularmente as do atual Grupo Especial. Desde o fim da década de 1970 os desfiles do Grupo Especial são transmitidos pela Rede Globo, sendo que nas décadas de 1980 e 1990 a Globo fazia um pool de transmissão com a hoje extinta Rede Manchete.

As transmissões mais lembradas por sambistas e estudiosos do carnaval e do samba cariocas são as da Manchete. A rede fundada por Adolpho Bloch em 1983 transmitiu os desfiles do Grupo Especial (então com outras denominações, como Grupo 1A e outras) por vários anos consecutivos. Enquanto a Rede Globo privilegiava os destaques (muitos deles contratados da casa), a Manchete se concentrava nos desfiles como um todo e em detalhes relevantes, enfatizando as figuras do dia a dia das escolas. Os sambistas lembram até hoje que a Manchete transmitia todos os chamados "esquenta": operação em que a comunidade da escola ainda estava toda na concentração, a bateria começava a tocar e os intérpretes começavam a cantar o samba-enredo do ano, não raramente cantando sambas-enredo antigos da escola antes do início oficial do desfile, quando os portões da Avenida Marquês de Sapucaí eram abertos. Na mesma hora, em vez de mostrar o "esquenta" da escola de samba, a Globo mostrava entrevistas com integrantes da escola (ou de outras) ou com celebridades, e mostrava gracinhas de gente como Fausto Silva ou os integrantes do Casseta e Planeta. A transmissão da Manchete contava com vários comentaristas, todos estudiosos do universo das escolas de samba cariocas, alguns deles atuais comentaristas das transmissões da Globo. Mesmo os apresentadores não afeitos a esse universo sambista acabavam se enturmando com os entendidos do assunto.

A Rede Manchete transmitiu os desfiles das escolas do Grupo Especial com exclusividade duas vezes. Uma delas foi no ano de 1984, exatamente o primeiro carnaval coberto pela emissora, ocasião em que a Rede Globo simplesmente se recusou a transmitir os desfiles. Há quem diga que era um boicote da Globo, por ter sido o Sambódromo da Avenida Marquês de Sapucaí (inaugurado naquele carnaval de 1984) construído durante a gestão do então governador Leonel Brizola. No ano de 1985, a Rede Globo voltaria a dividir as transmissões com a Manchete. Em 1990, a Rede Manchete conseguiu a exclusividade no desfile do Grupo Especial, tirando a Globo das transmissões. A emissora de Roberto Marinho voltou a transmitir os desfiles somente em 1991.

Com a crise e o subsequente fechamento da Rede Manchete, a Rede Globo passou a transmitir sozinha os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial. Houve até uma ocasião em que a Globo transmitiu o desfile da Mangueira (então primeira escola a desfilar no domingo) apenas para o Rio de Janeiro, transmitindo no lugar a edição dominical do Fantástico, para todo o resto da rede.

Em 2011, a emissora renovou os direitos de transmissão por mais quatro anos. Houve algumas ocasiões em que as transmissões foram divididas com a Band, que há anos transmite com exclusividade o Desfile das Campeãs, no primeiro sábado após o carnaval. Há alguns anos, a Globo transmite também os desfiles das escolas do Grupo Especial de São Paulo, tentando abocanhar mais audiência na maior cidade do país.

Com relação aos desfiles das escolas de samba do atual Grupo de Acesso A do Rio de Janeiro, a história das transmissões televisivas é irregular. Por algum tempo, as transmissões ficaram a cargo da CNT, para quem a Rede Globo e a Liga Independente das Escolas de Samba repassavam os direitos de transmissão. Depois os direitos foram repassados para a Band. Nesta fase na Band, as transmissões do Grupo de Acesso simplesmente superaram a audiência dos desfiles do Grupo Especial paulista na Globo, ao menos na cidade do Rio de Janeiro.

Agora surge a informação de que a Rede Globo e a Liga retiraram da Band os direitos de transmissão do Grupo de Acesso A, pois no carnaval de 2011 a Band preferiu exibir o carnaval baiano, ao invés das escolas de samba cariocas do Grupo de Acesso. Os direitos relativos ao desfile de 2012 foram repassados ao SBT. As fontes divergem quanto a qual emissora transmitirá o Desfile das Campeãs de 2012: SBT ou Band.

Um comentário: