Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Não existe mais PiG golpista (2)

O Coronel assumiu que gosta da imprensa que não se vende pro Governo Lula-Dilma.

Se o Coronel faz questão de usar esse termo adjeto (PiG) inventado pelas dondocas, digo, blogueiros progressistas, é melhor rever isso. A não ser que o Coronel esteja precisamente zoando com as dondocas progressistas.

Além do mais, considero que o único PiG que existe é o Governista, não o golpista. Já escrevi isso no meu blogue e nos meus comentários nos blogues lulo-dilmistas e nos da ultraesquerda. Os órgãos de imprensa são majoritariamente vendidos ao Governo, mediante anúncios publicitários dos ministérios e das estatais. Os poucos rebeldes não tem condições de dar um Golpe de Estado, portanto não são golpistas.

Se fossem golpistas de verdade, esses traidores da Pátria já estariam fora do Poder há anos.

5 DE DEZEMBRO DE 2011 17:50

ATUALIZAÇÃO

Um texto do blogueiro Paulo Roberto de Almeida me fez pensar agora uma coisa: o PiG (G de Governista) é tão governista que é ele que está no poder e demite ministros e coloca outros em suspeição, coisas para as quais dona Dilma foi eleita mas não faz. Dilma age a reboque da imprensa governista, ao contrário do que dizem os colonistas amestrados, que dizem que ela não se pauta pela imprensa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário