Política, cultura e generalidades

terça-feira, 8 de novembro de 2011

PDT torrando tempo de rádio e de TV, e nossa paciência

Os caras da esquerda brasileira fazem muito mi mi mi. Dizem que não tem espaço na grande mídia, falam de PiG pra lá, PiG pra cá (esses caras devem ter alguma tara por porcos, rs)...

Quando a lei faculta aos partidos de esquerda um naco de espaço no rádio e na TV aberta, como esses famosos spots de 30 segundos distribuídos nos intervalos, os caras não aproveitam. Ontem mesmo o PDT ocupou os spots nas rádios e TVs abertas. Todos os spots tiveram como apresentador o Ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Aquele mesmo acusado de deixar rolar os malfeitos no seu ministério.

Aliás, se há Governo Dilma (o que há na verdade é o Governo Lula-Dilma), é injusto acusarem o Governo de ter corrupção ou irregularidades, como todos os outros governos da República. É mais justo dizer que tem malfeitos.

Pois Lupi não usou os spots do PDT para se defender daquilo que chama de denuncismo e do que os lulo-dilmistas chamam de mentiras de todos os lados a respeito da atuação dos pedetistas no ministério. Limitou-se a falar, além de seus programas preferidos no Ministério do Trabalho, do maaaaaraaaaaviiilhoooooso elenco de deputados federais e estaduais da legenda, como a combativa Cidinha Campos (combativa pró-Cabral Filho) e dos prefeitos no estado do Rio de Janeiro. Figuras como Jorge Roberto Silveira (o prefeito que, dizem, trabalha só de tarde) e Aparecida Panisset, de quem os amigos praticantes da umbanda e do candomblé tem triste memória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário