Política, cultura e generalidades

domingo, 16 de outubro de 2011

Otário de Verão: mais uma da demo-cracia brasileira

O regime militar acabou, mas não veio a esperada democracia. O que está aí em vigor, desde a Era Sarney até a atual Era Lula-Dilma, é um regime demoníaco. Uma verdadeira demo-cracia, em que a população só é consultada se for para referendar aquilo que os mandachuvas de sempre querem.

Desde a Era Sarney, todo ano tem horário de verão. A população brasileira nunca foi consultada se quer ou não quer a manutenção desse horário. Nunca foi consultada para saber se a propalada economia de energia vale os transtornos causados a algumas pessoas. Sobretudo para os trabalhadores normais, que no horário de verão devem sair de casa em plena madrugada, quando normalmente saem ao amanhecer.

Devia aparecer um deputado ou senador propondo uma lei extinguindo o horário de verão, submetendo a validade da lei a um referendo, aproveitando alguma eleição que aconteça em todo o país. O referendo poderia ser feito até mesmo numa eleição municipal. Mesmo em Brasília, que mesmo sem eleger prefeito e vereadores, poderia participar da eleição apenas para votar no referendo. Que a população brasileira decida se o otário de verão deve ou não deve continuar.

Mas tudo isso é demais para os atuais detentores de mandatos. Acham perda de tempo e desperdício de dinheiro, ainda que eles mesmos torrem dinheiro em coisas escusas ou desnecessárias.

Os cafajestes fingem não saber que a demo-cracia e o autoritarismo sempre foram e serão mais caros que qualquer democracia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário