Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Parlamentares usaram banheiros na negociação da Comissão da (Meia) Verdade

O quê esperar de uma Comissão da Verdade negociada por governistas, por tucanos e por demos (o DEM é a ex-Arena, aquele partido do regime militar) em banheiros? Só pode dar merda. Uma meia verdade, provavelmente.

Fonte: Yahoo Notícias.

Parlamentares usaram banheiros na negociação da Comissão da Verdade


Por Isabel Braga (isabraga@bsb.oglobo.com.br) | Agência O Globo


BRASÍLIA - Na busca por privacidade nas negociações para votação do texto da Comissão da Verdade dois banheiros da Câmara foram usados para pequenas reuniões: o da liderança do DEM e o da presidência da Câmara, onde ministros conversaram com a presidente Dilma Rousseff.


A primeira reunião ocorreu na liderança do DEM. Participaram os ministros José Eduardo Cardoso (Justiça), Maria do Rosário (Direitos Humanos), o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), o assessor do Ministério da Defesa, José Genoino, e os líderes ACM Neto (DEM), Duarte Nogueira (PSDB) e Paulo Abi-Ackel (Minoria).


- O texto da emenda foi submetido aos ministros e ao Marco Maia dentro do banheiro do DEM porque tinha outras reuniões acontecendo da liderança para ajustes no texto - justificou ACM Neto.


Logo depois, os ministros se reuniram no banheiro da presidência do Câmara para ligar para a presidente Dilma, que está em Nova York. Marco Maia confirma que outros líderes também participaram das negociações no banheiro da presidência. O local mede cerca de 1,5 metro por 2,60 metros.


- Foi inusitado. Em função da falta de espaço meu banheiro chegou a ser usado por seis pessoas. É a busca por privacidade - disse Maia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário