Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

"Dilma enfrenta a Fifa". É piada? Hahahahahahahahahaha...

Resposta para o blogue petista Blog de um Sem-Mídia:

"Dilma enfrenta a FIFA"? Hahahahahahahahahaha... Só pode ser piada. Essa Folha de S. Paulo divulga há anos mentiras sobre o Governo Lula-Dilma, como faz todo o PiG (Partido da Imprensa Governista). Agora mesmo o Governo Federal fechou o Aeroporto Santos-Dumont durante o sorteio das eliminatórias da Copa 2014, na Marina da Glória, para que o tráfego aéreo não interferisse no sinal das transmissões do evento por parte da mídia brasileira e da gringa. Juntando isso com a bandalheira que está acontecendo e acontecerá até 2014 por conta dessa Copa, isso tudo é demonstração de submissão da soberania nacional aos interesses de uma organização estrangeira, que no caso é a Fifa.

Texto original do Blog de um Sem-Mídia:

SEXTA-FEIRA, 12 DE AGOSTO DE 2011


POLÍTICA - Dilma enfrenta a FIFA.


Todos sabemos que a FIFA sempre impõe aos países sede da Copa do Mundo, exigências estapafúrdias que inclusive atingem a soberanias desses países. Ela se acha acima "do bem e do mal".


Espero que a Dilma tenha condições ecoragem em enfrentar a FIFA e seus polêmicos dirigentes que se perpetuaram no poder.


Dilma e as exigências da FIFA


Por Edson Joanni


Da Folha.com


Dilma considera pedidos da Fifa absurdos e queda de braço continua.


Insatisfeita com os vários pedidos feitos pela Fifa para a Copa do Mundo-2014, a presidente Dilma Roussef está disposta a não atender as exigências. Um dos pedidos da entidade que irritaram a presidente é que o governo seja o responsável por qualquer dano sofrido pela federação, seus dirigentes, convidados e instalações durante o evento.


A informação está na coluna de Mônica Bergamo, publicada na Folha nesta sexta-feira. A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.


"O céu é o limite para eles", diz o assessor direto de Dilma. "Mas nós consideramos que, se a Copa será boa para o Brasil, será boa também para a Fifa. Tem que ser um jogo de 'ganha-ganha', e não algo em que só eles levem a melhor".


De acordo com o assessor, Dilma não está disposta a deixar que a Fifa imponha no Brasil as condições exageradas, como teria feito à África do Sul. A queda de braço tem sido "constante", nas palavras do mesmo assessor.


No Sorteio Preliminar da Copa-2014, primeiro evento oficial do Mundial no Brasil, que foi realizado no Rio de Janeiro em 30 de julho, Dilma mostrou em discurso que o governo federal terá atuação independente da Fifa e do COL (Comitê Organizador Local). E não fez elogios a elas em suas declarações.


Dilma vem recusando audiência com Ricardo Teixeira e Joseph Blatter desde sua eleição.


POSTADO POR BLOG DE UM SEM-MÍDIA ÀS 19:23

Nenhum comentário:

Postar um comentário