Política, cultura e generalidades

domingo, 29 de maio de 2011

Procura pela internet pegou o Vasco de surpresa

Ah, claro. Pra quê vascaíno iria querer ver seu time disputando a final da Copa do Brasil? Bobagem...

Acorda, Dinamite!

Fonte: Lancenet.

Vice de patrimônio ressalta que não houve falhas na comercialização dos ingressos para a final da Copa do Brasil


Torcedores fazem fila para ingressos em São Januário


Rodrigo Ciantar
Publicada em 28/05/2011 às 15:22
Rio de Janeiro (RJ)


A diretoria vascaína não vê falhas na comercialização de ingressos para a decisão da Copa do Brasil. Segundo o vice de patrimônio do clube, Frederico Lopes, o grande número de bilhetes vendidos pela internet pegou a todos de surpresa, até por não ser algo comum no Brasil. Cerca de 8 mil ingressos foram adquiridos durante a madrugada.


A partir de 00h01 o sistema foi liberado para a comercialização das entradas. Com isso, pela manhã, não havia mais ingressos disponíveis e as bilheterias dos pontos de venda não teriam como serem abertas. Mesmo assim, os torcedores, que desde o início da madrugada já se aglomeravam nas filas, protestaram contra a diretoria nos diferentes pontos de venda.


- Foi uma surpresa para nós. Não imaginávamos que cerca de 8 mil ingressos seriam vendidos em poucas horas, e pela internet. Afinal, isso ainda não faz parte da nossa cultura. Quero deixar claro que não consigo enxergar erro na operação. Se os ingressos acabaram, o que poderíamos fazer? Mesmo assim, os torcedores foram sendo avisados e pedimos auxílio do policiamento para evitar tumultos - disse Frederico Lopes, que completou:


- É um sonho nosso, de repente, em pouco tempo, nem precisarmos abrir bilheterias e nossos torcedores possam comprar no conforto de seus lares, sem tumultos ou problemas do tipo em filas. Além disso. é uma forma de coibir essa figura dos cambistas.


O dirigente destacou ainda que a própria Outplan, empresa que comercializa os ingressos do clube, ficou surpresa com a procura por bilhetes pela internet.


Da carga colocada à venda, 8.547 ingressos foram adquiridos no primeiro dia, pelos sócios cruz-maltinos, 1.439 são de cortesias, 1.800 gratuidades. Com isso, restaram apenas cerca de oito mil bilhetes para serem vendidos neste sábado.

Fonte: Lancenet.

Copa do Brasil: Ingressos esgotados para 1ª final


Os oito mil ingressos para não sócios se esgotam ainda pela internet; clube não oferece informação nas bilheterias


Torcida do Vasco protesta em São Janúario após problemas com a venda de ingressos


Fred Cursino e Rodrigo Ciantar
Publicada em 28/05/2011 às 10:40
Rio de Janeiro (RJ)


Os vascaínos que enfrentaram a chuva e o frio na manhã deste sábado para comprar ingressos para o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, contra o Coritiba, ficaram de mãos vazias. Os cerca de oito mil ingressos que seriam vendidos para os torcedores que não são sócios do Vasco se esgotaram durante a madrugada, poucas horas após a venda pela internet ter sido liberada. Na sexta-feira apenas os sócios do clube puderam adquirir as entradas.


Em São Januário, a fila dava a volta no estádio e alguns torcedores haviam chegado ainda de madrugada. No entanto, eles souberam do fim dos ingressos apenas às 10h15. Temendo confusão, a diretoria cruz-maltina aguardou a chegada do Batalhão de Choque da Polícia Militar para avisar que os ingressos estavam esgotados. Houve reclamação de alguns torcedores, enquanto outros permaneciam na fila, como se não acreditassem que ficariam de fora da decisão da Copa do Brasil.


Revoltados, muitos cruz-maltinos começaram a protestar contra a diretoria na entrada social do clube. A polícia precisou usar gás de pimenta para controlar os torcedores.


TORCEDORES À DERIVA NO CALABOUÇO


Na sede do Calabouço a cena se repetiu. Cerca de 200 torcedores permaneceram na fila mesmo após a confirmação pelo site oficial de que não haveria mais bilhetes para a final. A informação, aliás, chegou através do boca-a-boca, passadas por torcedores conectados à internet. Ninguém do clube esteve no local.


Antes, por volta das 7h, uma viatura chegou à sede náutica do clube a mando de um dirigente. O policial desceu do carro e adiantou que não haveria ingressos. Muitos não acreditaram e ficaram na fila, em vão.


Cruz-maltinos que aguardavam na portaria desde o início da madrugada disseram à reportagem do LANCENET! que um funcionário do Vasco apareceu no local logo pela manhã e riu da cena.


- Ele olhou para a fila e perguntou se estávamos procurando emprego. Depois entrou dando risada. É um desrespeito - reclamou o torcedor.


Às 10h15, o porteiro do Calabouço aconselhou os torcedores a se retirarem. Desinformados, muitos ainda aguardavam a abertura das bilheterias 30 minutos depois.


Vasco e Coritiba disputam o primeiro jogo da final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, em São Januário. O segundo jogo será no dia 8 de junho, no Couto Pereira, em Curitiba.

Um comentário:

  1. Marcelo,

    Respondendo ao seu comentário em meu blog. Eu estou procurando uma lista oficial, pois soube hoje que o Jean Willys compareceu à votação e votou "Não".

    Seu blog já foi favoritado em minha lista. Abraço

    ResponderExcluir