Política, cultura e generalidades

terça-feira, 12 de abril de 2011

Referendo 2005: Minha resposta aos debatedores de ontem do Vox Populi

E continua o bafafá em torno da proposta do presidente do Senado (o intocável José Sarney) e de outros derrotados do Referendo de 2005 de anularem o resultado do Referendo no tapetão do Congresso Nacional e impor ao País de Tolos um novo referendo sobre o mesmo assunto: a validação ou não do artigo 35 do Estatuto do Desarmamento.

Ontem mesmo, fiz questão de ouvir o programa Vox Populi, debate da Associação Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro feito diariamente depois da Ave Maria de 18h na Catedral FM. Debate em FM é desperdício de banda e de uma tecnologia já não tão nova como dizem, mas devido à gravidade do tema que tinha certeza que estaria na pauta, ouvi o programa e mandei recado para lerem no ar.

NENHUM dos quatro debatedores de ontem foi favorável ao NÃO no Referendo de 2005. Os que se manifestaram são derrotados do SIM, e ficaram exultantes com a nova molecagem do velho senador amapo-maranhense. Nada surpreendente. A maioria das lideranças militantes da Arquidiocese e dos católicos atuantes na política partidária fez campanha pelo SIM. Uma minoria fez campanha pelo NÃO.

De modo que devo ter revirado o estômago dos pândegos debatedores, com o recado irônico que deixei e que foi lido na íntegra, no ar:

Os derrotados do Referendo de 2005 querem revogar o resultado da votação no tapetão do Congresso Nacional. Melhor seria se fizessem um Referendo sobre o mesmo tema de quatro em quatro anos.

Um comentário:

  1. Cuidado com essas ideias. Vai que eles gostam e resolvem fazer mesmo o referendo de 4 em 4 anos até eles conseguirem vencer um...

    ResponderExcluir