Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 25 de abril de 2011

A direita é necessária. Não o demo-tucanato

Na barra lateral deste blog, há uma variedade enorme de blogs. Blogs governistas, blogs oposicionistas de direita, blogs oposicionistas de esquerda, blogs liberais, blogs neoliberais, blogs comunistas, blogs socialistas, blogs de esquerda autênticos, blogs de esquerda falsificados, blogs de direita assumida, blogs de direita não assumida, blogs envergonhados, blogs sem vergonha, até mesmo alguns blogs extremistas, da direita ou da esquerda, conforme o caso. Blog politizado totalmente INDEPENDENTE eu só conheço um: este aqui.

Acompanhando esses blogs, percebo que alguns dizem algo com o que concordo: não existe democracia se não há uma esquerda e uma direita bem definidas e assumidas. O Brasil tem esquerda autêntica e assumida. Mas não tem uma direita autêntica assumida. Não no quadro partidário.

Apenas os blogs com um mínimo de honestidade dizem a verdade: o DEM e o PSDB não fazem falta a ninguém com um mínimo de decência. Ninguém MESMO. Nem aos da direita. Só fazem falta a picaretas de toda ordem, saudosos da era neoliberal de Fernando Henrique Cardoso. Picaretas de toda ordem porque, entre eles, há neoliberais e estatistas, fisiológicos (alguns permanecem aí, na Era Lula-Dilma) e gente que pensava que tinha uma ideologia mas que estão prontos a vende-la. Eles simulavam divergências entre si, mas estavam todos juntos chafurdando na lama demo-tucana.

Não será necessário os cretinos lulo-dilmistas extirparem o DEM e o PSDB da política brasileira. Os demo-tucanos estão extinguindo a si mesmos. Francamente: o DEM e o PSDB não farão falta alguma, caso sejam extintos.

Senhores direitistas: favor fundarem um partido político assumidamente de direita e adepto do liberalismo econômico ou do neoliberalismo. Enquanto isso, talvez nós independentes fundemos o nosso, para enfrenta-los, assim que esta Era Lula-Dilma (que vai de José Sarney a Marco Aurélio Garcia) acabar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário