Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 25 de março de 2011

Ônibus cariocas: latas de azeite português ou caixas de remédio?


Ontem, o prefeito Eduardo Paes disse no programa do Roberto Canázio na Rádio Globo que o antigo padrão de pintura das empresas de ônibus cariocas faz os ônibus parecerem latas de azeite português.

Não perdi a oportunidade de responder ao próprio alcaide pelo Twitter. Sabe como é... Enquanto seu antecessor não sai de seu Ex-Blog, ele mesmo é frequentador assíduo do Twitter.

@eduardopaes_ Se os padrões de pintura das empresas de ônibus parecem de latas de azeite português, SEU padrão parece de caixas de remédios

@eduardopaes_ Portadores de deficiência visual parcial não distinguem ônibus de uma linha de outra com esse padrão de caixa de remédios

Fontes: aqui e aqui.

Se este país fosse uma democracia de verdade, este tipo de mudança na pintura dos ônibus cariocas seria objeto de plebiscito ou referendo municipal.

5 comentários:

  1. Pelo jeito a pintura criticada foi a da Braso Lisboa, a que considero a segunda mais linda depois da Bangu. Ela realmente lembra a estampa de lata de azeite, o que não deve ser considerado como defeito.

    Já as estampas de remédio, devem sugerir que o alcaíde que pensa que governa para os espanhóis, toma bastante Berotec (http://www.saisdaterra.com.br/config/imagens_conteudo/produtos/imagensGRD/GRD_3078_berotec%20sol%2020ml.jpg), cuja caixa tem estampa parecida com a pintura escolhida, inclusive nos detalhes.

    ResponderExcluir
  2. Já meio que imaginava a resposta dele que é a arrogância temperada por uma ironia.

    Quando disse embalagem de azeite, devia se referir aquelas empresas que tinham pinturas tradicionais e históricas (principalmente uma que tinha uma pintura creme/azul com a faixa vermelha de baixo da janela com MAIS de 50 anos e atua na Zona Sul) que, simplesmente, foram por saco só para imitar por imitar. E Londres?

    Outro detalhe: se distanciou politicamente do sr.César Maia, mas, está cumprindo a cartilha do seu ex-chefe onde as palavras tradição e história não fazem parte do seu vocabulário. Quem não se lembra do tradicional Tívoli Park tirada à força pelo sr.César Maia?

    ResponderExcluir
  3. Não é ironia, xará. É deboche. Não se mistura arrogância com ironia. Ou se faz uma coisa ou outra.

    Mas é possível misturar arrogância com deboche. Que é o que o alcaide faz.

    ResponderExcluir
  4. Pois é, ele já fez piadinhas para o canal pago ESPN pela postura crítica da realização da Copa 2014 e das Olimpíadas de 2016. Esse cidadão soltou essa para eles em 2009:

    - Qual é, ESPN, está de baixo astral?

    ResponderExcluir
  5. Quem ouviu a entrevista do Sr. Eduardo Paes no Programa Canázio, viu que foi uma vergonha, o Comunicador da Globo foi de uma passividade impressionante, não abriu para perguntas dos ouvintes, o Prefeito já sabia de todas as perguntas, questionei bastante por e-mail, o Canázio é um dissimulado, como sabemos a Tupi e a Globo estão com rabo preso com o PMDB de Cabral e Paes... Ainda questionei o apresentador sobre a tentativa de assassinato Blogueiro Ricardo gama, ele não deu uma linha sequer, na Tupi foi a mesma coisa com o Clóvis Monteiro.
    A Imprensa carioca é uma vergonha!

    ResponderExcluir