Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Zorra Total também na seara progressista

Estou reparando que alguns dos amigos blogueiros progressistas, vários acompanhados e listados por este blog (vide nossa lista de blogs na coluna à direita) estão se aproximando perigosamente do terreno da extrema esquerda (criticada até pelo amigo Zé Carlos do Com Texto Livre), pois demonstram que só aceitam a existência da parte da classe artística que se presta ao trabalho propagandista do Governo. Se a classe artística demonstra qualquer independência perante o Governo, já vem com cinco pedras nas mãos para golpear os hereges aos gritos de "Golpista! Golpista! Golpista!".

Já tem dondoca progressista fazendo campanha contra aquele ridículo programa Zorra Total, não porque seja o programa ridículo que é. Mas porque tem uma esquete que satiriza o ex-presidente Lula e sua sucessora Dilma Rousseff. Reclamam que a Globo é tucana, motivo pelo qual não satirizam tucanos derrotados como aquele Nosferatu paulista. Alegam que só restou à Globo provocar o Governo usando o Zorra Total, já que aquele Casseta e Planeta Urgente sucumbiu ao seu pretensiosismo, à falta de criatividade, ao desgaste da fórmula, ao reacionarismo de Marcelo Madureira, aos jabás da Música de Cabresto Brasileira e à falta de Ibope.

Vou fazer minhas provocações, enquanto as dondocas não me mandam pro paredón. Programas como esse Zorra Total só fazem sátira de assuntos e pessoas correntes. Se fizerem sátira de pessoas impopulares (como os tucanos) ou de ilustres desconhecidos, aí mesmo é que o Ibope vai lá embaixo. O tucanato está morto e enterrado em quase todos os Estados. Só conseguem hegemonia lááá na Tucanolândia, mais precisamente desde que o tucano Franco Montoro foi eleito governador em 1982. Não estamos mais na Era FHC. Agora estamos na Era Lula-Dilma.

O programa Zorra Total é uma merda. Tanto que o assisti poucas vezes, quando começou nos anos 90. Desde aquela época, ele é uma colcha de retalhos dos projetos particulares dos humoristas da casa. A Globo, sem condições financeiras de dar programas para todo mundo, resolveu juntar todo mundo num programa só. Até o mestre Chico Anysio, que está meio que na geladeira da Globo desde os anos 90, já foi obrigado a fazer quadros para o Zorra Total.

Mas parece que as dondocas progressistas, apesar de dizerem detestar TV aberta (noves fora a chapa-branca Record, onde estão os cumpanhêro Bispo Macedo e o homem da conversa fiada) andam vendo demais a Globo. Devem saber do que falam. O default da TV dessas dondocas deve ser mesmo o velho canal 4 carioca.

2 comentários:

  1. Gostei do blog, Marcelo! O homem da conversa fiada é o exemplo acabado de ex-Globo que morre de inveja de seus ex-colegas e não esquece suas origens, quando bajular o governo rendia muito mais e ainda levava um ar de "independência"...
    Tens mais um seguidor, o Fusca das charges impiedosas.

    ResponderExcluir
  2. No blog do homem da conversa fiada só tem merda, é jogando merda no PSDB e a Globo(Não estou defendendo ambos) e afins e puxando o saco já fazendo um boquete no governo.
    Muito bom esse blog, vou começar a acompanha-lo.

    ResponderExcluir