Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Sobre "canções de protesto" na Música de Cabresto Brasileira

Resposta para Mingau de Aço:

Putz! Encontrar uma música contestatória no repertório da Música de Cabresto Brasileira? Ô, tarefa difícil...

Por quê gravar essas músicas, se a própria música de cabresto é concebida para preservar o status quo?

O tal Rap da Felicidade eu tive a oportunidade de ouvir atentamente, letra por letra. Posso dizer que é uma música conformista: o miserável se conforma com sua situação e pronto. Não tem nada de contestatório nesta música.

Com muita boa vontade (e bota boa vontade nisso), alguém poderia colocar a música Xô, Satanás do Asa de Águia como uma bem humorada contestação aos pseudo-exorcistas que ficam ricos explorando a fé alheia. Mas até esta inclusão cai por terra, ao sabermos que até uma ultrarreacionária Rede Globo também pode fazer esse tipo de "protesto", mas somente por ter interesse próprio, já que sente seu poder ameaçado pela Rede Record-IURD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário