Política, cultura e generalidades

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Farei o que tu fizeste e não farás nunca mais

É esta a mensagem subliminar que os petistas mandam para os decadentes demo-tucanos em toda eleição presidencial. "Tá, vocês fizeram uma privataria generalizada neste país, mas não farão nunca mais. Agora é nossa vez".

Aí o povo otário, com medo da privataria demo-tucana, vai em massa teclar 13 e CONFIRMA nas urnas eletrônicas. Fizeram isso com o Nosferatu paulista. Inclusive alguns concurseiros. Podiam ter teclado qualquer número diferente do 13 e do 45, mas os mais fanáticos lulo-dilmistas te tacavam pedras só em levantar essa alternativa.

Só que os concursados da Infraero verão agora a dona Dilma abrir o capital da Infraero (eufemismo para uma privatização parcial) e, quem sabe, privatizar totalmente alguns aeroportos. Inclusive o Galeão, por sugestão do desgovernador Cabral Filho, que é obviamente da ala à direita dos aliados do Governo Federal, mais precisamente do PMDB.

Eu ainda vou gargalhar muito ao longo desses próximos 4 anos. E não sou só eu, que sou contrário à privataria. Alguns privatistas incondicionais também. Paciência... Quem mandou os otários elegerem a Dilma? Ainda verei muitos otários cortando os pulsos. Como diz o José Carlos: escondam as giletes!



A roubalheira da Copa 2014 e da Olim Piada 2016 está só começando.

Dilma Rousseff entregando aeroportos para empresas privadas parece o Cabral Filho e o Paespalhão entregando a educação e a saúde para as Organizações Sociais, OSs. É atestado de incomPTncia, mesmo.

Comentários de José Carlos em Prefeitura Rio de Janeiro:

Dilma vai privatizar novos terminais de aeroportos


Decisão inclui abertura de capital da Infraero e nova secretaria para o setor. Empresas aéreas podem construir e operar novos terminais em Guarulhos e Viracopos; concessão deverá ser de 20 anos


Valdo Cruz e Ana Flor, Folha de S. Paulo

A presidente Dilma Rousseff decidiu entregar à iniciativa privada a construção e a operação dos novos terminais dos aeroportos paulistas de Guarulhos e de Viracopos, dois dos principais do país.


A medida faz parte de pacote que será baixado por meio de medida provisória - talvez ainda neste mês.


O texto inclui também a abertura do capital da Infraero (estatal responsável pela administração do setor aeroportuário) (xiiiiiii) e a criação de uma secretaria ligada à Presidência da República para cuidar da aviação civil - como a Folha antecipou em 2010. (legal, vão tirar a aviação civil da mão dos milicos)

A equipe de Dilma já conversou com empresas como a TAM e Gol, que manifestaram interesse na construção e operação de novos terminais. O prazo da concessão deve ser de 20 anos.


O objetivo oficial do pacote é desafogar aeroportos que serão vitais para a Copa do Mundo de 2014. Assessores da presidente disseram à Folha que ela deu prazo de 15 dias para finalizar o texto.


Segundo a Infraero, o governo federal precisa investir R$ 5,5 bilhões nos aeroportos ligados às 12 sedes da Copa. A avaliação dentro do governo é que a estatal não terá condições técnicas para, sozinha, bancar esses projetos.


Durante o governo Lula, o ministro Nelson Jobim (Defesa) chegou a defender que a administração de todos os aeroportos fosse concedida à iniciativa privada.


A ideia foi rejeitada por Lula e pela então ministra Dilma (Casa Civil). Ambos temiam o rótulo de privatizantes -- o mesmo rótulo que o PT procurava impingir ao principal adversário na eleição, José Serra (PSDB).


Na Casa Civil, Dilma sempre dizia preferir abrir o capital da Infraero, para que esta pudesse captar recursos e aumentar a capacidade de investimentos.


No aeroporto de Guarulhos, o maior do país e principal centro de chegada de voos internacionais, o projeto da Infraero prevê R$ 1,2 bilhão de investimentos. A obra mais cara é a construção do terceiro terminal, orçada em R$ 700 milhões.


Em Viracopos (Campinas), os investimentos previstos são de R$ 742 milhões. O novo terminal deve consumir R$ 690 milhões.


BRASÍLIA


A Folha apurou que um novo terminal para o aeroporto de Brasília também poderá entrar no pacote.


A concessão dos terminais esvazia o plano de construtoras de construir um terceiro aeroporto nos arredores de São Paulo, em sociedade com as companhias aéreas.


Havia o temor no Planalto de que um terceiro aeroporto roubasse potenciais passageiros do trem-bala.


Já a nova Secretaria de Aviação Civil, ideia discutida na montagem da equipe de Dilma, vai retirar do Ministério da Defesa o controle sobre o setor, o que já está combinado com Jobim.
--------------------
PS1: Traidora!!! Vai entregar nossas riquezas a preço de banana. Os aeroportos são estratégicos. Entreguista!!! Fora Dilma!!!
PS2: Não é legal quando um esquerdóide vira liberal? O problema que isso nunca acontece por convicção e sim por incompetência mesmo. Como ela não sabe o que fazer para arrumar os aeroportos para a Copa, entrega para a inciativa privada resolver. Bom, melhor assim do que nunca.
PS3:Vou repetir: Escondam as gillettes.
PS4: Falando sério: Olê, olê, Olê, Olá...Dimá, Dilmá...Olê, olê, Olê, Olá...Dimá, Dilmá

Nenhum comentário:

Postar um comentário