Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Troféu Tolo do Ano 2010

Com o fim de 2010, chegou a hora de conhecermos o vencedor do Troféu Tolo do Ano 2010.

O Tolo do Ano, com os devidos méritos (e deméritos, também) é o senador do PMDB-MG (o mandato acabará em janeiro), jornalista e ex-Ministro das Comunicações Hélio Costa.

É conhecido por ter sido derrotado neste ano na disputa do Governo de Minas Gerais pelo governador reeleito Antônio Anastasia, tucano apoiado pelo senador eleito Aécio Neves. O placar foi de 62,72% (6.275.520 votos) dos votos válidos para Anastasia, contra 34,18% (3.419.622 votos) de Hélio Costa no 1º Turno.

Mas só isso não garantiria a vitória de Hélio no Troféu Tolo do Ano 2010, já que neste quesito o tucano José Serra foi bem mais tolo. O ministro Hélio Costa permaneceu no Ministério das Comunicações até março de 2010. Além de ter sido o líder da Abert e das Organizações Globo no Governo Lula, Hélio saiu do Ministério sem ter cumprido a promessa de definir o modelo de rádio digital para o Brasil. Não decidiu pelo modelo preferido por alguns radiodifusores, que é o americano Iboc, mais caro, sobre o qual se deve pagar royalties, nem pelo melhor modelo: o europeu DRM. Ele chegou a emitir um decreto estabelecendo que o rádio brasileiro deveria ser digitalizado, e que o modelo deveria ser o Iboc. Mas revogou a decisão pelo Iboc. Ou seja: definiu que o rádio deve ser digital, mas não deixou o modelo.

O resultado é que, sem esperarem mais pelo rádio digital, muitas rádios apelaram para o eticamente duvidoso expediente de fazer rádio "AM no FM". Além das rádios "AM" em tempo integral (como a Band News), temos as rádios que fazem dupla transmissão AM+FM: CBN, Bandeirantes, Globo, Tupi, Itatiaia, Gaúcha, Guaíba, Metrópole, etc.

Enquanto Hélio Costa permaneceu no Ministério das Comunicações, assumiu sua vaga no Senado seu suplente, aliado e financiador de campanha Wellington Salgado, que fez obras fundamentais para o País, como integrar a tropa de choque da dupla Sarney-Renan. Sendo um dos sócios do grupo Universo, impediu o quanto pôde a concessão da outorga da Kiss FM 91,9 no Senado, porque a outorga fica na cidade de São Gonçalo (cidade-sede do Grupo Universo) e a Kiss é uma rede de rádios rock que deu certo, ao contrário da malfadada Venenosa FM, que pertencia ao ex-senador.

Com tantas lambanças, Hélio Costa tinha que ganhar o Troféu Tolo do Ano. Até nesta disputa o fracassado Nosferatu paulista perdeu.

Um comentário:

  1. Traz a paz tão desejada
    para a humanidade carente
    qu'embora meio descrente
    tem fé a impulsioná-la.
    Ano Novo, sê bem vindo,
    nós te aguardamos sorrindo.

    Que 2011 possa realizar
    todos os sonhos
    Saúde, paz, amor e muita alegria

    ResponderExcluir