Política, cultura e generalidades

domingo, 7 de novembro de 2010

Por um PNDH-0 (2)

Respostas para Altamiro Borges:

Marcelo Delfino disse...

O que ninguém comenta (nem governistas nem oposicionistas) é que o PNDH-3 foi feito em cima daquele arremedo de PNDH que foi o PNDH-2 dos tucanalhas. Não adianta querer remendar roupa velha com tecido novo. O negócio é fazer uma roupa nova.

Talvez seja melhor a sociedade civil fazer um novo PNDH. Nada de PNDH-3, PNDH-4 ou PNDH-5. Tem que ser um PNDH que comece do zero, algo como um PNDH-0. E de preferêcia sem a participação de governo algum, de direita ou de esquerda. Ou então deixemos a bandalheira do jeito que está, que assim já sabemos quais são as táticas do inimigo e dá para responder à altura.

6 de junho de 2010 13:47

Ulisses disse...


Muito bem explicado. Penso igual desde que começou essa falação contra o PNDH3. Não entendo porque o governo recuou e como então a mídia será democratizada? Um exemplo da não democracia são as bandas da minha cidade (Niterói) que, embora muito boas e muito culturais não poderem ser ouvidas nem pelos próprios conterrâneos numa rádio, o que traduz grande incoerência com o tempo que vivemos, da facilidade tecnológica para essas bandas terem sim uma gravação prontinha para ser escutada. Deveriamos buscar mover uma Ação popular - lei de iniciativa popular; para que vivamos num país digno. Uma piada: quem acha esse controle da mídia do PNDH3 uma forma de censura e compara as conferências nacionais de DH com o fascismo, acha que a banda NX Zero realmente foi a banda revelação daquele ano no qual ganhou o prêmio. Conheço bandas aqui de Niterói incríveis, com coreografias de palco riquíssimas de cultura, feitas por pessoas simples, e que, se não democratizada a mídia, infelizmente o povo brasileiro NUNCA terá a oportunidade de ouvi-las assim como outras. AÇÃO POPULAR JÁ!


5 de novembro de 2010 15:13

Nenhum comentário:

Postar um comentário