Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

DEM é direita envergonhada mas diz querer ser oposição

Resposta para Aluizio Amorim:

Continuo acompanhando o blog do Aloizio. Muito bom. Ele integra a lista de blogs linkados no meu blog político, o Brasil, um País de Tolos.

Este artigo é muito bom. Mas acredito que falta algo que o artigo não disse. Falta um partido que se assuma como direita, não apenas conservador. Sem medo de perder votos de quem não concorda com a direita, mas com potencial de atrair os votos dos direitistas, que não são poucos. O que temos é essas dondocas social-democratas do PSDB e essa direita envergonhada do DEM. A própria oposição representada por figuras ditas "jovens" do DEM (Rodrigo Maia, Onyx Lorenzoni, Paulo Bornhausen, ACM Neto) é oposição gestada em laboratório, longe do dia a dia de quem trabalha de verdade neste país e não concorda com o petismo nem com a direita fisiológica governista representada por PMDB, PP, PR, PRB, PSC, PTB e outras legendas cujos integrantes estão no Governo desde a gestão de José Sarney.

Não acredito em uma oposição como a do ex-prefeito Cesar Maia, que ainda se orgulha de seu passado no PCB. Saiu da Prefeitura do Rio com um broche do Partidão na camisa.

Há de se anotar que o DEM tirou o liberalismo econômico do nome e deixou só esse vago Democratas. Todos os partidos políticos se dizem democratas, do DEM ao PCO.

Além da direita, falta também uma legenda nacionalista neste país. Uma legenda ligada à cultura política e geral do Brasil, sem xenofobias e sem relação com esse maquiavelismo esquerda-direita que diz mais respeito à França do Século XVIII do que ao Brasil do Século XXI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário