Política, cultura e generalidades

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Ataques de traficantes preocupam agentes e operadores de turismo no Rio

Fonte: O Globo.

Publicada em 25/11/2010 às 15h39m
Luisa Valle


RIO - Os ataques de criminosos em diversos pontos do Rio vêm preocupando o setor do turismo no Rio de Janeiro. Por enquanto ainda é cedo para dizer se houve algum prejuízo, mas o clima é de tensão entre agentes e operadores de turismo na cidade.


- Quem já comprou passagem para cá com antecedência não vai cancelar agora. A preocupação é como isso vai afetar nosso mercado no futuro, com eventuais cancelamentos de viagens de lazer e até mesmo de eventos - alerta Vera Joppert, vice presidente da Brazilian Incoming Travel Organization (Bito), que acrescenta:


- Isso é ruim, pois o Brasil já é um destino caro. Estamos de olho também na imprensa estrangeira, e como ela vai tratar do assunto, pois isso afeta muito.


Em comunicado à imprensa, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), Alfredo Lopes, diz não acreditar que o turismo na cidade deve sofrer em datas como o Réveillon e o carnaval, principalmente em relação ao mercado internacional:


"O mercado internacional fez suas reservas com antecedência e provavelmente não teremos cancelamentos imediatos. Já o turista nacional está começando agora a decidir seu destino para essas datas e a situação tende a ser normalizada com a ação enérgica da polícia".


No entanto, Lopes lembra que se os ataques continuarem é possível sim que o turismo sofra um impacto negativo, não apenas dentro da cidade mas em cidades no interior do estado.


"O viajante fica preocupado de pegar a estrada, especialmente à noite, e é comum nas sextas-feiras e domingos uma concentração do fluxo de entrada e saída da cidade", diz o comunicado da ABIH-RJ


Já a Secretaria Especial de Turismo do Rio de Janeiro (Riotur) também se manifestou sobre o assunto através de um comunicado pois, de acordo com o órgão, ainda está cedo para uma avaliação sobre os impactos no setor.


"O importante é que o turista saiba que há uma intensa e bem-planejada política de segurança, alcançando resultados positivos para o Rio. Esses recentes episódios de arrastões são um resultado desse processo de transformação que a cidade vem vivendo".


Também através de nota oficial, a Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio de Janeiro (ABAV-RJ) lamenta a onda de violência dos últimos dias. Segundo o comunicado "a demanda por pacotes turísticos para o Rio de Janeiro vem se mantendo aquecida e, até o momento, não registrou redução nas vendas pelas agências de viagens. A entidade espera que os acontecimentos sejam superados rapidamente pelas autoridades".

Nenhum comentário:

Postar um comentário