Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Santinhos do pau ôco visitam Aparecida do Norte

Agora há pouco, Dilma Rousseff foi na missa de 9h na Basílica Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em Aparecida do Norte. E deu entrevista ao vivo na TV Aparecida.

Está prevista a presença de José Serra na missa de amanhã às 10h. E provavelmente ele deve dar uma entrevista na TV.

Fonte: Terra.

Dilma visitará o Santuário de Aparecida nesta segunda


10 de outubro de 2010 • 18h57


Direto de São José dos Campos


A candidata à presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, participará nesta segunda-feira (11) de uma missa na Basílica Nacional de Aparecida, na região do Vale do Paraíba em São Paulo. A ex-ministra da Casa Civil é aguardada às 9h para participar da solenidade, que deverá receber pelo menos 30 mil pessoas.


Dilma deverá ser acompanhada por políticos regionais, como o deputado federal eleito Gabriel Chalita (PSB), ligado principalmente ao retiro religioso da Canção Nova da cidade de Cachoeira Paulista.


Nascido no município e com forte ligação com a Igreja Católica, Chalita foi um dos recordistas de votos no pleito deste ano, ficando em terceiro lugar na disputa por vagas à Câmara com 560.022 adesões nas urnas, atrás apenas de Tiririca (PR-SP) e Anthony Garotinho (PR-RJ). O político tem tido papel importante nesta reta final das eleições ao planalto central atuado como interlocutor de Dilma junto aos movimentos religiosos.


O adversário de Dilma nas eleições 2010, o ex-governador paulista José Serra (PSDB), é aguardado na missa de 10h da próxima terça-feira (12), durante as solenidades do Dia da Padroeira.


Devem acompanhar o candidato tucano o governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM).


Até o final do feriado prolongado, na terça, mais de 200 mil pessoas devem passar por Aparecida para acompanhar as celebrações, de acordo com a direção da Basílica Nacional.

Gabriel Chalita é membro do chamado 'segundo elo' da comunidade Canção Nova. "Segundo elo" são os que não fazem os votos religiosos de obediência, castidade e pobreza, votos realizados pelos membros do "primeiro elo".

Afinal, pra quê um apoiador de Dilma Rousseff faria voto de obediência pra Canção Nova ou pra Igreja?

Nenhum comentário:

Postar um comentário