Política, cultura e generalidades

sábado, 28 de agosto de 2010

Serra: ganhar não ganha, pode perder por menos


Fonte: Tribuna da Imprensa.

Há anos garanto que ele não ganha, e não ganha mesmo. Mas quem sabe ainda pode preservar o mínimo de autocomiseração? Basta não sair mais de casa. A cada vez que anda pelas ruas, aparece em lugares públicos, fica evidente sua falta de credibilidade.

Frio, monótono, antipático, sem qualquer espécie de comunicação, é um desastre.

Vai perder (não adivinho nada), e como são apenas dois candidatos, o outro, quer dizer, outra, vai ganhar. O que não quer dizer que signifique satisfação para o cidadão-contribuinte-eleitor.

E na verdade, eleitor tem que ser, cidadão, que seja sempre melhor, e contribuintes, é obrigado, para satisfação da politicalha e dos corruptos, redundância.

Renan Ministro da Justiça

Segundo se fala no
PMDB, quer ser Ministro da Justiça. Todos gostam de voltar. Para ele, dois obstáculos. Primeiro, precisa se reeleger, ele garante que será o mais votado.

Segundo, como já revelei aqui,
Temer também quer acumular a vice com o ministério. O ex-presidente do Senado está preparado para “provar” que isso não é permitido.

Marcelo Delfino comenta:

Sejamos honestos. Não será uma vitória de Dilma nem de Lula. Será sobretudo uma derrota do Serra e da velha guarda (e bota velha nisso) do PSDB paulista. FHC incluído. Os petistas teriam uma enorme dificuldade se houvesse uma candidatura forte no campo da esquerda autêntica (quem sabe uma Heloísa Helena com mais apoios do que em 2006) ou algum tucano não vinculado à velha guarda paulista.

Ainda sobre Heloísa Helena, não é ela que será a senadora da primeira vaga de Alagoas? Esse Renan não merece ficar à frente. Ainda que a segunda vaga também lhe sirva bem e também seja imerecida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário