Política, cultura e generalidades

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

O melhor amigo dos tiranos no mundo democrático


Fonte: Henrique Lima.

The Washington Post: “O melhor amigo dos tiranos no mundo democrático”

O colunista Jackson Diehl fez pesadas críticas ao líder brasileiro. “O melhor amigo dos tiranos no mundo democrático — o presidente
Luiz Inácio Lula da Silva — mais uma vez foi humilhado por um de seus clientes”, escreveu. Segundo Dielh, o cliente é o iraniano Mahmud Ahmadinejad, “o patrocinador do terrorismo e que nega o Holocausto”. O texto afirma que Lula ofereceu asilo à condenada Sakineh Ashtiani, “sob pressão de manifestantes brasileiros”.

CNN

De acordo com o site da rede de TV norte-americana, “apesar da pressão internacional, o Irã afirmou que rejeita a oferta de asilo a uma mulher sentenciada à morte por apedrejamento”. O texto lembra que ativistas de direitos humanos escreveram uma carta a Lula, dizendo que sua oferta de asilo era um “passo importante” para salvar Sakineh Ashtiani.

Al-Jazeera

Em seu site, a rede de TV Al-Jazeera repercutiu a declaração do porta-voz da chancelaria iraniana sobre Lula e citou o apelo do presidente brasileiro ao colega, Mahmud Ahmadinejad, feito durante um comício, no sábado passado. O texto também lembrou que a União Europeia, os Estados Unidos e o Reino Unido já haviam apelado pela vida da iraniana condenada.

BBC

“O Irã afirma que o presidente brasileiro não tinha informação suficiente quando ofereceu refúgio a uma mulher iraniana sentenciada à morte por apedrejamento.” Assim começa o texto publicado ontem no site da emissora britânica BBC, que estampou a foto de um Lula sorridente. A reportagem enfatiza que Brasil e Irã têm “fortes laços”.

The Guardian

O jornal britânico divulgou que o Irã “desprezou” a oferta de asilo feita por Lula. “Autoridades (iranianas) dizem que o presidente brasileiro, ‘humano e emocional’, pode não ter todos os fatos sobre o caso Sakineh Mohammadi Ashtiani”, afirma o texto que introduz o leitor ao assunto.

Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário