Política, cultura e generalidades

sábado, 24 de julho de 2010

Que tal extinguir partidos que já governaram o Brasil?

Acompanhando a campanha de diversos candidatos como Dilma Rousseff e Zé Maria, vejo que eles se borram todos com a candidatura de José Serra, já morta e enterrada. Dizem coisas como "A direita pode ganhar e se reapropriar do Estado", frase publicada num texto do blog ContrapontoPIG que comentei aqui. Dizem que os tucanalhas e os demos não podem voltar. Ai, que mêda...

Daí eu lanço uma ideia para os amigos esquerdistas com calças borradas. Que tal extinguir partidos que já governaram o Brasil? Não falo em transformar em partidos nanicos nem permitir que se fundam entre si ou com outros partidos. Falo em fechar as portas e cassar o registro. Baseados na premissa do revezamento do poder, podemos dizer que quem governou o país deve se retirar e dar vez a novos políticos, novos partidos, novas ideologias. Governou e não resolveu? Perdeu a vez. Afinal, se nem Lula resolveu todos os problemas do País de Tolos, imaginem os outros cretinos...

De cara, teríamos que extinguir o PSDB de FHC e o PMDB de José Sarney, que apoiou FHC e apóia Lula. Na hipótese impossível de Dilma perder neste ano, teríamos que extinguir o PT, também.

Se não concordam com nada disso que escrevi, parem de dar pití. Sejam os legalistas que vocês dizem que são. Ponham calças, cuecas e calcinhas limpas, façam suas campanhas e deixem os demo-tucanalhas fazerem a campanha deles. Vençam-os nas urnas. E preparem-se para enfrentarem a sucessão etária no PSDB e no DEM, com a aposentadoria de José Serra & cia. e a ascensão dos jovens que não participaram sequer do governo FHC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário