Política, cultura e generalidades

sábado, 24 de julho de 2010

Quantos otários "católicos" esses petistas enganarão?


Fonte: Falando Francamente.

Petralha tenta aproximar Dilma de católicos

Assessor de Lula busca aproximar Dilma de católicos.
Bispo recomendou voto contra Dilma por posição do
PT favorável ao aborto.
Gilberto Carvalho vai promover encontros reservados com clero.

Preocupado com a disseminação de rumores que têm criado mal-estar entre religiosos e a candidata do PT,
Dilma Rousseff, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva escalou seu chefe de gabinete, Gilberto Carvalho, um ex-seminarista, para aproximar a petista da Igreja Católica. Lula quer evitar que Dilma seja carimbada como defensora do aborto e ganhe a antipatia de bispos e padres. Carvalho já tem acompanhado a ex-ministra da Casa Civil em visitas a igrejas, mas vai reforçar o trabalho, promovendo encontros reservados para ela.

Em duas entrevistas concedidas na quinta-feira (22), Dilma destacou que nunca pregou o aborto. Foi uma resposta ao bispo de Guarulhos (SP), dom Luiz Gonzaga Bergonzini, que em
artigo no site da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), intitulado "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus", defendeu o boicote à candidatura de Dilma por considerar que o PT é a favor da interrupção da gravidez.

Dilma disse admitir o aborto nos casos previstos em lei, como em gravidez resultante de estupro. Destacou, no entanto, que o Estado não pode deixar mulheres com menor poder aquisitivo utilizarem métodos medievais para pôr fim à gestação. ""O aborto é uma violência contra o corpo da mulher. Agora, tanto eu como o presidente Lula reconhecemos que é uma questão de saúde pública."

Postado por Jorge Magalhães às 7/23/2010 03:10:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário