Política, cultura e generalidades

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Quando trarão de volta o Hoodoo Gurus?


Já faz 15 anos que me tornei fã da icônica banda australiana Hoodoo Gurus. Foi em 1995 que comprei meu primeiro disco da banda: a coletânea Electric Soup. Depois comprei os outros poucos discos lançados no Brasil (Crank e Blue Cave), além de dois importados. O resto só conheci baixando tempos depois, em 2007.

Mas tive a oportunidade de conhecer boa parte do repertório histórico da banda numa apresentação ao vivo em 1997, no Metropolitan, num sábado à noite. Uma das melhores apresentações de rock que já presenciei, até hoje. A banda só não tocou no ano anterior no Rio de Janeiro porque o baterista Mark Kingsmill quebrou um braço naquele ano, ficando afastado dos trabalhos por algum tempo.

O Hoodoo Gurus sempre se escorou não somente nas músicas de seu letrista-mor, vocalista, tecladista e guitarrista Dave Faulkner, mas também na qualidade musical trazida por seus outros integrantes, que são Brad Shepherd (segundo vocalista e guitarrista), Mark Kingsmill (baterista) e Rick Grossman (baixo).

A banda se desfez em 1998, e cada integrante partiu para outros projetos musicais. Alguns destes projetos continuam até hoje, mesmo com a retomada do Hoodoo Gurus em 2003. De lá para cá, a banda lançou dois discos de inéditas: Mach Schau (2004), que teve track lists diferentes no lançamento australiano (pela EMI/Capitol) e no internacional, e Purity of Essence, lançado no último mês de abril pela Hoodoo Gurus Records, Sony Australia e outros selos no exterior.

Nenhuma gravadora brasileira se prestou a lançar estes dois discos da retomada do Hoodoo Gurus. E nenhum empresário se propôs a traze-los de volta para tocar no Brasil. Nem mesmo Ricardo Chantilly, produtor de shows que os trouxe várias vezes nos anos 90 e que naquela década coordenou a saudosa Fluminense FM, que morreu em suas mãos em setembro de 1994. Aquela rádio tinha um programa de surf dirigido por Chantilly, chamado Body Club, que tinha na abertura a música Out That Door, música que os Gurus não gostam muito (a música é do disco Blow Your Cool!, de 1987), mas por causa do programa a canção virou sucesso no Rio de Janeiro e a banda acaba tocando-a toda vez que vem pra cidade.

A banda conta com inúmeros fãs fiéis ansiosos pelo retorno da banda e pelo lançamento de seus recentes discos. Eu mesmo tive que comprar esses discos de 2004 e 2010 por um importador, que os trouxe de fora. Gosto demais da banda pra baixar discos quando posso adquiri-los.

Enquanto os empresários do showbiz não se mexem, curtimos a banda de longe. Aqui temos um clipe do primeiro single de Purity of Essence:

Crackin' Up

Texto publicado originalmente no blog Kiss FM Rio de Janeiro.

2 comentários:

  1. Jurava que a banda tinha acabado em 1997. Bom saber que tem material recente deles, vou procurar.

    ResponderExcluir
  2. dia 21 de outubro meu amigo!! no Via Funchal em Sampaaaa

    ResponderExcluir