Política, cultura e generalidades

terça-feira, 13 de julho de 2010

O fim do JB

Escrito por Ernesto Pina para Dial AM e FM do Rio de Janeiro.

Sei que na vida nada é eterno, mas tem certas coisas que poderíamos conserva-las, trata-las com carinho e profissionalismo vcs não acham???.

Pois bem, depois de 119 anos sendo editado, impresso, e circulando (no qual ja fui assinante desde 1996 ate 2001) hoje dia 13 de julho de 2010 o Jornal do Brasil irá parar de circular nas bancas para ficar so na internet. Esse tipo de "produto" ja é "comercializado" no Jornal Balcão que desde 2005 esta integralmente na internet. E hoje será o ultimo dia do "JB" nas bancas, e depois so na internet, isso pq nos hj temos cerca de 13% da população brasileira conectadas a internet, então é um "grande mercado" não acham???

Pois então o empresário (enrolado, mesquinho, mal gerente) Sr. Tanure que arrendou o Jornal da Familia Nascimento Britto, por quase 50 anos, segundo contrato, resolveu como num passe de mágica, retirar o JB da circulação em bancas para ficar so na internet. Sei que o mundo se transforma, sei que futuramente teremos os "diarios" de noticias na internet até pq essa é a tendência por alguns fatores inclusive um deles a diminuição do consumo de papel, mas na minha visão de um simples radialista amante do radio e pq não da comunicação, essa decisão foi um tanto prematura, não pela ambição de ser o 1º jornal totalmente na internet, mas sim pelo fato de "economizar" ainda mais os seus gastos.

O Sr. Tanure "empresário" é o mesmo que arrendou a Gazeta Mercantil, grande jornal de economia , e o fez falir. O mesmo que comprou os direitos da revista "forbes" e aconteceu a mesma coisa com a "forbes" o que aconteceu coma Gazeta. Esse Sr. "empresário" foi o mesmo que fez uma parceria com a Rede CNT para a criação da TV JB, todos sabem no que deu. Hoje esse "empresário" se ligou a sociedade da empresa Intelig e ao que tudo indica pelo seu MARAVILHOSO currículo empresarial se um dia ele vier a ser diretor geral da Intelig os funcionários que se cuidem...

Bem amigos é isso um triste fim de um jornal criado pela Familia real, que foi um importante jornal brasileiro, que era um orgulho carioca e que "metia" medo no Grande jornal O Globo, que a partir de hoje irá se resumir a uma pagina da internet, fria, cibernética, de uma tela de LCD ou de tubo do seu computador.

Parabens Sr. "empresário" Tanure por essa GRANDE OBRA da sua gestão tão honrosa e cheia de méritos...

Fonte: Blog do Noblat.

O Jornal do Brasil deixará de circular em breve. É o que será anunciado nos próximos dias pelo atual arrendatário, o empresário baiano Nelson Tanure.

Foram 119 anos de circulação que fizeram dele, na década de 1980, o mais importante jornal do país.

Por e-mail enviado aos editores e diretores do JB, o diretor-presidente do diário, Pedro Grossi, anunciou hoje (12) a saída da empresa.

"Prezados, em almoço realizado hoje [segunda-feira (12)], na presença do Dr. Ronaldo Carvalho e da Dra. Angela Moreira, o Dr. Nelson Tanure informou que publicará na edição de amanhã do Jornal do Brasil uma notificação assinada pela direção da empresa e dirigida aos leitores na qual explica a transposição do jornal escrito para o tecnológico (internet). Considerando que isto contraria a razão pela qual fui contratado, solicito, sem perda de meus direitos, que o expediente do jornal e de todas as revistas não conste mais meu nome".

Nenhum comentário:

Postar um comentário