Política, cultura e generalidades

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Sobre a autópsia do DEM

Resposta para Rudá Ricci:

Não sei se você concordará, mas ficará sabendo disso, Rudá. Acredito que faltam ao menos dois partidos políticos programáticos no Brasil. Um seria um partido de linha nacionalista e desenvolvimentista, que rejeitasse ao mesmo tempo o liberalismo, o socialismo e o comunismo. O outro seria um partido assumidamente direitista e liberal ou neoliberal. Os dois partidos teriam que formular políticas alternativas de Governo e de desenvolvimento.

Nenhum desses partidos que está aí serve para este segundo caso, porque os partidos de direita não se assumem, os liberais ou neoliberais são envergonhados (o próprio DEM é o Partido da Frente Liberal tirando o liberalismo até do nome) e os outros partidos direitistas são fisiológicos demais, se aliando até com a esquerda para ficar com o poder.

Você pode achar uma heresia, mas há de convir que é necessário que haja direita. Se a esquerda ficar sozinha, é um passo para o autoritarismo. Se ficar só a esquerda, quem a esquerda derrotará nas eleições?

Essa eleição de Dilma Rousseff não terá a menor graça, porque os direitistas são adversários mortos e uma piada de mau gosto. Imagine quando não houver mais direita!

P.S: Rudá Ricci disse em seu blog...

Marcelo,
Eu sempre defendi a necessidade de um partido de direita no Brasil, inclusive neste blog. Sem ele, a direita não se revela publicamente. Além disto, perdemos democraticamente. A cultura política brasileira é conservadora.

28 de junho de 2010 11:17

Nenhum comentário:

Postar um comentário