Política, cultura e generalidades

domingo, 13 de junho de 2010

Cumpanhêro do Irã visita Brasil


Fonte: Tribuna da Imprensa.

Xerxes Barodian
junho 10th, 2010 em 16:23

Como parte do acordo nuclear, o
PT através da chancelaria brasileira, convidou um militante do partido do deus iraniano Ahmadinejad, lá chamados de mujahedines, para visitar a nossa cidade maravilhosa. Eis parte do relatório, enviado ao alto clero islâmico do Irã:

Alah u akbar!

Tem muita coisa estranha neste país de infiéis. Mulher anda quase nua como eu nunca vi a minha e a bebida alcoólica é liberada. Até criança bebe!

Tem também muito ladrão e não cortam as mãos deles. Se forem Ladrões de Camelos, mandam para as prisões onde podem telefonar à vontade e até fazer seus filhos. Alguns podem até ir visitar suas famílias de vez em quando, ou convidá-los e aos amigos para um tal de “churrasco” na própria cadeia. O delegado arruma a cerveja! Se não forem meros Ladrões de Camelos, viram gente importante, viram deputados, senadores, até presidentes!!

Num tem nenhuma madrassa, mas tem muito templo e se levar uma graninha arranja logo um lugarzinho nos céus, com ou sem virgens à disposição.!

O governo daqui é muito parecido com o nosso. Tem barbudo pra todo lado e até um aitolá que manda em tudo, vê tudo, mas não sabe de nada! Seus guerreiros são do
MST e dos Sindicatos, e não temem nada. Acho que dariam bons mártires em nossas brigadas!

Aqui o clero é chamado de “cumpânheros sindicalistas”, mas é igualzinho ao nosso!

Agora o que tem mesmo é muito sodomita. Tem até desfile pelas ruas e mais uma vez, a bebida é farta e à vontade! Em São Paulo e em muitas outras cidades também acontecem essas festanças dedicadas ao Iblis (aqui chamam Iblis de Diabo)!

Mas aqui tem um defeitão: pelas leis só se pode ter uma mulher!

Sobram tantas que estou pensando em levar uma galega linda, 1,90 m e seios fartos, que conheci na Av. N.S. de Copacabana. Tava andando só de bolsinha e sentia muito frio porque não podia comprar roupas mais compridas e como era alta madrugada eu a levei para o hotel. Apaixonei-me de cara! Já até me acostumei com a voz grossa dela!

Nenhum comentário:

Postar um comentário